Artistas

MAESTRO RAFAEL GARCIA

Chileno de nascimento, mas brasileiro de coração, Rafael Garcia é o criador, diretor artístico e regente do festival VIRTUOSI. Casado com a pianista pernambucana Ana Lúcia Altino, Rafael apaixonou-se pelo Brasil, aos 18 anos, quando assistiu, no Chile, à Seleção Brasileira de Futebol, sob o comando do grande jogador Mané Garrincha. A paixão pelo Brasil o fez recusar ofertas de trabalho em orquestras da Suécia, da Alemanha e de outros países da Europa para se radicar no Recife. A partir de então, passou a desempenhar inúmeras funções como violinista, professor, diretor artístico, regente, criador e coordenador de projetos culturais significativos para o desenvolvimento da música na região. Ao longo dos anos, conquistou relevantes oportunidades, como o cargo de spalla da Orquestra Sinfônica de São Paulo, com o maestro Eleazar de Carvalho; a implantação do movimento musical na Paraíba; a estréia na América do Sul da Sinfonia dos Dois Mundos, com texto de Dom Helder Câmara; a criação da Filarmônica de Pernambuco, sob a regência do maestro Isaac Karabtchewsky; a posição de professor do New England Conservatory e a criação do Lexington Music Festival em Boston; membro fundador e spalla da Orquestra Filarmônica Norte/Nordeste; criação e reativação da Orquestra Jovem de Pernambuco, entre outras, e, finalmente o VIRTUOSI, o maior projeto de todos, marca registrada de qualidade e excelência artística.

ANAHIT KURTIKYAN, violino
Natural da Armênia, estudou em Yerevan com Petros Haykazyan e Willi Mokatsyan e mais tarde com Tibor Varga. Vencedora de numerosos concursos nacionais foi membro do Amati Quartet e da Orquestra da Ópera de Zurich. Com intensa carreira como camerista tem colaborado com grandes artistas como Rudolph Buchbinder, Steven Isserlis, Dietrich Fischer-Dieskau, David Geringas, Diemut Poppen, Eduard Brunner, Paul Meyer e muitos outros. Desde 2001 tem sido violino principal da Orquestra da Ópera de Zurich.

ANA LUCIA ALTINO, piano

Pernambucana, obteve seu diploma em Performance na Alemanha e titulo de Doutorado pela Universidade de Boston. Vencedora de vários prêmios nacionais, foi solista das grandes orquestras do país sob a regência dos maiores regentes brasileiros. A convite do Maestro Eleazar de Carvalho assumiu a função de pianista da OSESP. Criou o Departamento e o Curso de Música da Universidade Federal da Paraíba – UFPB, onde lecionou por quase uma década, e a Orquestra Sinfônica daquele Estado. Ensinou, também, na UFPE. Foi membro-fundador e presidente da Orquestra Filarmônica Norte/Nordeste e Diretora Administrativa da Orquestra de Campinas, SP. Ana Lúcia coordena o programa VIRTUOSI.

ANTONIO MENESES, violoncelo

Com apenas 24 anos, o pernambucano Antônio Meneses recebeu a medalha de ouro no Concurso Internacional Tchaikovsky de Violoncelo em 1982. Estudou em Düsseldorf e depois em Stuttgart com Janigro. Em 1977 ganhou o Prêmio Internacional da Televisão de Munique que não era concedido havia 20 anos. Foi convidado por Herbert von Karajan para tocar o Concerto Duplo de Brahms ao lado da violinista Anne-Sophie Mutter. Antônio Meneses se apresenta regularmente com as mais importantes orquestras do mundo e participa de importantes festivais como Casals, Salzburg, Lucerna, Viena, entre outros. É membro do Beaux Arts Trio e tem gravações com a Deutsche Grammophon e Audivis.

BJARNE HANSEN, violino

Spalla da Orquestra Sinfônica de Odense desde 1982, assumiu o cargo de seu professor Peder Elbæk. Estudou no Fynske Musikkonservatorium, na Alemanha e Itália. Na temporada de 1999-2000 foi convidado como spalla pelo Det kongelige Kapel em Copenhagen. Bjarne Hanse é um músico muito ativo. Além da música do período clássico e da música romântica tem muita afinidade com a música contemporânea; gravou vários CDs com música de Messiaen, Bartok, Jacob Gade e Bo Holten/Carl Nielsen. Bjarne Hansen toca num violino Domenicus Montagnana, Veneza, 1731, emprestado pela Fundacão Augustinus.

CATALIN ROTARU, contrabaixo

Docente da Universidade do Arizona desde 2005, é constantemente requisitado em todo o mundo como recitalista, solista e professor de cursos específicos. Mestre pela Universidade de Illinois em Urbana-Champain, recebeu, em 1997, o segundo lugar na divisão solo da Sociedade Internacional de Baixistas e o prêmio especial dos jurados pela melhor apresentação da peça de confronto da competição. Ganhou também o prêmio Debut-Recital Prize, promovido pelo Krannert Center for the Performing Arts, em 1997, além de receber o Prêmio Central Illinois Chapter of the National Society of Arts and Letters Award, em 1996. A estréia de Rotaru em CD foi como solista no CD “Bass*ic Cello Notes”, lançado em 2007 pela Summit Records.

CELINA SZRVINSK, piano

Celina Szrvinsk é hoje um nome reconhecido no país como pianista, professora e produtora de eventos musicais. No Japão, gravou CD contendo sonatas de Grieg e Elgar com a violinista Utae Nakagawa, e realizou turnês em 1998, 2004 e 2006. Possui dois CDS gravados em Duo Pianístico com Miguel Rosselini, tendo sido o CD de 2005 citado pela Revista Diapason como uma das melhores gravações brasileiras do ano. Em 2006, iniciou duo com o violoncelista Antônio Meneses, que vem se apresentando nas principais salas de concerto e festivais no Brasil, Europa e Estados Unidos, e gravou CD em Londres com obras de Villa-Lobos, Camargo Guarnieri, Nadia Boulanger e Martinu. É professora na Universidade Federal de Minas Gerais desde 1985.

CHRISTIAN LINDBERG, trombone

Considerado um dos maiores instrumentistas de sopro, ao lado de ícones como Miles Davies e Louis Armstrong, Christian Lindberd estreou mais de 200 obras incluindo mais de 70 novos concertos. Natural de Estocolmo iniciou seus estudos em trombone aos 17 anos. Foi aluno de Sven-Erik Eriksson na Real Academia de Música. Aos 19 já tinha uma posição profissional na Orquestra da Ópera. Estudou no Royal College of Music e em Los Angewles. Em 1984 tocou pela primeira vez como solista da Orquestra Sinfônica Real da Suécia e gravou seu primeiro CD para o selo Bis, o primeiro de uma lista de 60 CDs. No início de sua carreira trabalhou com seu amigo pianista Roland Pöntinen e com o compositor sueco Jan Sandström. A fama veio com o notável “Concerto da Motocicleta” que imita todos os sons da moto. Lindberg fez fama por suas apresentações que contemplam as novidades da música erudita e obras teatrais. Compositor, começou a escrever aos 39 anos. Atualmente, é regente regular da Orquestra de Câmara e do Conjunto Sueco de Sopros.

CLOVIS PEREIRA FILHO, violino

Filho do compositor Clóvis Pereira iniciou seus estudos com Emilio Sobel. No Rio de Janeiro estudou com Paulo Bosísio. Em 1984 passou a integrar a Orquestra do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Em 1986 foi estudar na Alemanha. Em 1988 foi convidado como solista da Orquestra de Câmara da Academia Rubin de Israel para realizar tournée na Alemanha e em Israel. Foi professor da Escola de Música de Offenbach am Main. Diplomado pela Escola de Música de Duesseldorf é chefe de naipe da Orquestra Sinfônica Brasileira com o maestro Roberto Minczuk.

ENSEMBLE SÃO PAULO

Formado por músicos de intensa atividade no cenário musical brasileiro e internacional, o Ensemble tem se apresentado com enorme sucesso de público e crítica nas salas de concerto. Seu vasto repertório abrange obras do período pré-clássico até os dias de hoje, o que permite a realização de concertos com parceiros tais como: Ricardo Castro, Daniel Binelli, Antonio Carlos Carrasqueira, Nelson Ayres, Richard Young, entre outros. Seus integrantes são premiados em diversos concursos nacionais e internacionais.

ILYA GRINGOLTS, violino

Além de vencer o Prêmio Paganini de 1998, recebeu outras duas premiações especiais: o mais jovem finalista e melhor intérprete dos Caprichos de Paganini. Ilya estudou violino e composição na Escola de Música Especial de St. Petersburgo com Tatiana Liberova e Jeanna Metallidi e na Juilliard School com Itzhak Perlman e Dorothy Delay. Foi solista da Mahler Chamber Orchestra com Cláudio Abbado, da Deutsches Symphony Orchester Berlin com Roger Norrington, entre várias outras. Seu virtuosismo despertou a curiosidade o levando a se apresentar na Ásia, Austrália e Japão. Além de gravar três discos lançados pela Deutsche Grammophon, Ilya gravou o Tríplice Concerto de Beethoven com a Orquestra Simon Bolivar da Venezuela com Abbado para DGG em 2007. Ilya é um Hyperion Artist. Recentemente ele recebeu o Prêmio Gramophon pelos seus CD da DGG da música de câmara de Taneyev.

JÉRÔME DUCROS, piano

Depois que venceu o primeiro prêmio por unanimidade do júri no Conservatório de Paris em 1993 e o prêmio especial no Concurso Internacional Umberto Micheli em 1994, sua carreira artística floresceu. Tem se apresentado em festivais da Europa passando por cidades como Londres, Genebra, Roma, Berlim, New York, Tokio, etc. Solista de grandes orquestras internacionais, em 2001 ganhou o Diapasão de Ouro pela gravação de obras de Schubert. Em 2008 foram lançados três discos sendo um deles com o violinista Renaud Capuçon. Em 2009 ele planeja gravar um CD dedicado à canção francesa com Philippe Jaroussky, Renaud e Gautier Capuçon pela Virgin Classics.

JOSÉ HENRIQUE MARTINS, piano

Pianista paranaense é professor da graduação e pós-graduação em música da UFPB. Doutor em Performance na Boston University – EUA (bolsa CNPq), estudou com Kaplan, Cristina Capparelli e Maria Clodes Jaguaribe. Está sempre tocando nas principais cidades brasileiras, além de Estados Unidos e Portugal. Participou da gravação dos CDs: “Kaplan – Obras Escolhidas” (1994); Carrapicho, (1994); “Trompete Solo Brasil” (2001); “Obras para Piano de José Alberto Kaplan” (2003); e “Música de Câmara” de Eli-Eri Moura (2005).

KRISTINA MILLER-KOECKERT, piano

Nasceu em Moscou filha de uma família musical. Seu talento a levou a se apresentar como solista aos 8 anos de idade. Foi convidada para estudar na escola especial de Música de St. Petersburgo. Venceu vários concursos nacionais e internacionais incluindo os de Berlim e de St. Petersburgo. Realiza freqüentemente concertos na Europa e Estados Unidos. Em 2005, ela participou do Concurso Tchaikowsky com o violinista Nicolas Koeckert com o qual gravou para a Rádio Bavária. Com ele, Kristina se apresenta regularmente na Europa, Estados Unidos, México e Brasil. Em 2006 recebeu o Prêmio “Steinway” de Munique e ingressou na Musikhochschule de Munique estudando com Gerhard Oppitz. Em abril de 2008 lançou CD com o violinista Nicolas Koeckert pelo selo Naxos.

LEONARDO ALTINO, violoncelo

Pernambucano, iniciou seus estudos com Francisco Pino na UFPB. Vencedor do Concurso Jovens Concertistas Brasileiros, estudou com Aldo Parisot, Lawrence Lesser e Suren Bagratuni nos Estados Unidos. Como bolsista da VITAE estudou com Márcio Carneiro em Detmold. É detentor do Primeiro Prêmio do Concurso Internacional de Viña del Mar de 1991, Chile. Foi solista de várias orquestras tais como as sinfônicas de Boston, Hudson, Southwest Florida, Montgomery, Santiago, Bogotá, São Paulo, Brasília, Paraiba, entre outras. Mestre em violoncelo pela University of Illinois, foi artista em residência da Montgomery Symphony, antes de ingressar no corpo docente da University of Memphis em 2002 e no The Ceruti String Quartet.

MARIANNA SHIRINYAN, piano

Nasceu em Yerevan, Armênia onde realizou seus estudos de piano até radicar-se em Hamburgo, Alemanha, graduando-se na Escola Superior de Música de Lübeck. Concertista internacional, Marianna tem colaborado com artistas famosos como Christian Altenburger, Thomas Brandis, Ana Chumachenko, Ivry Gitlis, Ilya Gringolts, Ida Haendel, Midori e Pavel Vernikov. É regularmente convidada para se apresentar em festivais internacionais como MDR Sommer/ Schloss Wartburg, Åland, Kattegatt Esbjerg International. Foi solista de grandes orquestras como Bayerischen Rundfunks, Armenian Philharmonic, Würzburger Philharmoniker, entre outras. Participa do festival Schleswig-Holstein como professora de piano e música de câmara. Foi professora da Escola superior de música de Lübeck, Alemanha. É membro do Esbjerg Ensemble, Dinamarca, desde 2003.

NICOLAS KOECKERT, violino

Alemão de nascimento, Nicolas estudou na Escola Superior de Música em Wuerzburg com Grigori Zhislin continuando seus estudos na Escola Superior de Música de Colônia com o mundialmente conhecido violinista e pedagogo Zakhar Bron. Foi o primeiro violinista alemão a receber um dos prêmios principais do Concurso International Tchaikovsky em Moscou, 2002. Em 2003 tornou-se um dos vencedores da “Competição Internacional de Montreal”, assim como ganhou o prêmio na Competição Internacional Liana Issakadze em St. Petersburgo. Como solista tem se apresentado com orquestras de várias partes do mundo como Montreal, Rádio Bavária, Bamberg, Zagreb, Teatro Nacional Brasília e Munich Chamber Orchestra com maestros consagrados como Lawrence Foster, Sir Colin Davis, Christoph Poppen, Ira Levin e Nicholas Milton. Com o selo “Naxos” produziu o CD com peças de Fritz Kreisler com o qual recebeu duas vezes o prêmio de “Melhor CD do Mês“ em 2006 da revista Strad Magazine e por Naxos em 2005.

ORQUESTRA JOVEM DE PERNAMBUCO

Criada em 1986 foi reativada em 2005 durante a realização do projeto A Fábrica de Música pelo Maestro Rafael Garcia. Durante o ano de 2005, a OJOPE realizou mais de 40 concertos através do SESC-PE, do FUNCULTURA e do Sistema de Incentivo da Prefeitura Municipal de Recife. Participou do VIRTUOSI BRASIL realizado em 2005 no Teatro de Santa Isabel assim como do projeto VIRTUOSI NA SERRA realizado durante o XV e XVI Festivais de Inverno de Garanhuns sendo destaque da programação de 2006. Ainda este ano realizou 15 concertos através do programa Petrobras cultural com o apoio do SESI-PE e SEDUC. Não resta dúvida que a orquestra apesar de tão jovem é destaque no cenário musical pernambucano.

PHILIPPE JAROUSSKY, contratenor

O contratenor francês estudou violino, piano, harmonia e contraponto no Conservatório de Versailles. Em 1996 começou seus estudos vocais com Nicole Fallien continuando no Departamento de Música Antiga do Conservatório de Paris com Michel Laplenie, Kenneth Weiss e Sophie Boulin. Sua primeira apresentação aconteceu em 1999 no Festival Royaumont cantando o Oratório Sedecia de Scarlatti. Participou da trilogia de Monteverdi e, em 2001, cantou várias óperas de Vivaldi. Freqüentemente colabora com Jean Tubéry (La Fenice). É conhecido pela sua técnica virtuosa de melisa e pela interpretação de cantatas e óperas barrocas contribuindo para o resgate deste repertório pouco comum. Em 2007, recebeu o prêmio de Melhor Artista Lírico Francês. Atualmente apresenta uma série de concertos com seu grupo Artaserse. Já recebeu prêmios como Diapason Descoberta, Timbre de Platina da Ópera Internacional, Academia Charles Cros, Grand Prix do Sindicato da Crítica, etc.

QUARTETO DE BRASILIA

Criado em 1986, desenvolve um repertório que, apesar de incluir obras de todas as épocas e estilos, dá ênfase à música brasileira. Apresentou-se em Paris, Toulouse e Montpelier, na França, e em Gütersloch e Heidelberg, na Alemanha. Em maio de 1993 lançou o seu primeiro CD, que recebeu o VII Prêmio Sharp de música, no segmento música clássica. Em 95 o Quarteto recebeu o Prêmio OK de Cultura, como grupo de maior destaque em Brasília. O Quarteto desenvolve intensa atividade artística. Em 2000 lançou o seu quinto CD, comemorativo aos 500 anos do Brasil, contendo o Quinteto de Henrique Oswald (com o pianista Luiz de Moura Castro) e o Quarteto do compositor português Luiz de Freitas Branco.

RADEGUNDIS FEITOSA, trombone

Doutor em Trombone – Performance pela The Catholic University of America, Washington D.C., Mestre pela The Juilliard School de New York, foi premiado em concursos nacionais e internacionais como o East & West Artists para debut no Carnegie Recital Hall em New York. Tem se apresentado como solista, camerista e instrumentista de Orquestra em centros musicais importantes do Brasil, Estados Unidos e Europa. Desenvolve atividade didática intensa na UFPB e nos vários festivais de música do Brasil. Foi presidente fundador da Associação Brasileira de Trombonistas. É trombone principal da Orquestra Sinfônica da Paraíba, trombonista do BRASSIL e do Brazilian Trombone Ensemble.

RAFAEL ALTINO, viola

Graduado pelo New England Conservatory é Mestre em Viola pela Juilliard School. Membro da Filarmônica de New York participou da tournée de concertos da orquestra na América do Sul. Foi violista da orquestra de câmara “Sejong Soloists”, com a qual realizou concertos nos Estados Unidos e Coréia, além de gravar um CD pela Samsung. É Primeiro Viola Solo da Orquestra Sinfônica de Odense e professor da Carl Nielsen Academy of Music, Dinamarca. Solista da Orquestra de Málaga sob a regência de Mathias Bamert, tem se apresentado como solista da Orquestra de Odense tocando Bartok, Walton e Hindemith. Na Dinamarca fez a estréia da Sonata solo para viola de Ligeti.

SOH-HYUN PARK, violino

Natural da Coréia, recebeu seu diploma de Doutora em violino no Cleveland Institute of Music, onde foi aluna e professora assistente de Donald Wellerstein. Participou de festivais, tais como Tanglewood, Sarasota, Aspen, Kneisel Hall, Yellow Barn e New York String Seminar. Foi solista da Peabody Concert Orchestra, em Baltimore, e da Suwon Philharmonic, em Seul, Coreia. Recentemente, participou de concertos de musica de câmara nas maiores cidades da Colômbia e foi solista da Sinfônica de Campinas, SP. É professora e chefe do Departamento de Cordas da Rudi E. Scheidt School of Music na University of Memphis e membro do Quarteto de Cordas em residência The Ceruti String Quartet.

VICTOR ASUNCION, piano

Natural de Filipinas tem se apresentado em grandes salas de concerto de vários países como Canadá, Japão, México e Filipinas. Fez sua estréia aos 18 anos com a Manila Chamber Orchestra e seu primeiro recital em New York em 1999. Como pianista tem se apresentado sob a direção de Harold Farberman, Corrick Brown, Arthur Weisberg, Zev Dorman, Enrique Batiz, Bobby McFerrin, James Conlon e James Judd. Um entusiasta da música de câmara tem colaborado com artistas como Lynn Harrell, Cho-Liang Lin, , Andres Diaz, Emerson String Quartet entre outros. É frequentemente convidado para participar de festivais como Amelia Island Chamber Music Festival, Santa Fe Chamber Music Festival, e Garth Newel Chamber Music Festival. Faz parte do corpo docente do Aspen Music Festival and School. É professor assistente de piano e música de câmara da Universidade de Memphis desde 2004.

YEHEZKEL YERUSHALMI, violin
Nascido em Israel, estudou com Ram Shevelov e atendeu master classes com Menuhin, Stern e Szering. Apresentou-se como solista nos Estados Unidos, Japão, Alemanha, Rússia, Espanha, França, Itália, Israel e outros países tocando com renomados e importantes regentes, entre eles Mehta, Giulini, Mazel, Osawa. Foi “spalla” de muitas orquestras como a Israel Chamber Orchestra, Stuttgart Philharmonic, Suisse Romande, Sinfônica de São Paulo. É primeiro spalla da Orchestra del Maggio Musicale Fiorentino à convite do diretor e maestro Zubin Mehta. Criador do festival de verão “Estate Regina”, Montecatini, escreveu uma nova edição das Sonatas e Partitas para violino solo de J.S. Bach com importante renovação musical para simplificar o estudo das obras.



Esse texto foi publicado segunda-feira, dezembro 1st, 2008 às 6:13 PM na seção Programação. Você pode acompanhar todos os comentários através do feed RSS 2.0. Você também pode comentar, ou criar um link para cá em seu site.

8 comentários to “Artistas”

  1. Paulo Roberto

    Os convidados estão a altura do grande Naná, parabéns, ele é um grande merecedor.

  2. sarah

    gostaria de receber programações sempre que tiver, pois divulgo todos os eventos da cidade no ACONTECE NO MEU RECIFE.

  3. Ceci

    Só de pensar na comoção e nos sentimentos arrebatadores que serão proporcionados pelos talentos tão bem escolhidos, já sinto meu coração palpitar! Guardo um grande orgulho da minha cidade por abraçar um evento sublime como o Virtuosi, que aquece minha alma e meu coração pelo resto do ano, até nos encontrarmos novamente!

  4. MARCELO

    Quero parabenizar a todos os organizadores e participantes deste grandioso evento. Tenho certeza que o Recife está no caminho certo ao promover eventos como este que de uma forma inovadora, vem rompendo barreiras e paradigmas superando expectativas e oferecendo espetáculos de altíssimo nível. Sucesso e vamos em frente.

  5. Heriberto Ostlund

    I simply want to tell you that I am all new to blogs and truly liked you’re web blog. Likely I’m planning to bookmark your website . You definitely have great articles and reviews. Appreciate it for sharing your web site.

  6. Ben Padstow

    The first time in a long while I clicked on “I’m Feeling Lucky” and amazingly got a relevant website. Thanks!

  7. Blackhat SEO

    Can I lately say what a relief to seek out someone who really knows what theyre discussing more than the internet. You certainly learn how to bring a concern to light and produce it critical. The very best method to ought to look at this and fully grasp this side from the story. I cant feel youre less popular because you absolutely contain the gift.

  8. "on yahoo"

    “on yahoo”…

    “[…]1 Wonderful work! This is the type of info that should be shared around the w yd[…]”…

Comente!

Seu comentário