Naná Vasconcelos

O VIRTUOSI – Festival Internacional de Música de Pernambuco traz, mais uma vez ao Recife, nomes consagrados da música de concerto que vêm ao Brasil exclusivamente para o festival que acontece de 17 a 21 de dezembro no Teatro de Santa Isabel. Em seu décimo primeiro ano, o VIRTUOSI homenageia o pernambucano Naná Vasconcelos considerado, pela crítica especializada, um dos maiores percussionistas do mundo. Os ingressos do festival variam de 10 a 30 reais e encontram-se à venda nas lojas Mon Papier do Shopping Recife e Plaza Casa Forte.

Juvenal de Holanda Vasconcelos nasceu no Recife. Mesmo depois de duas décadas tocando pelo mundo, morou em Paris e Nova York, as influências de sua terra estão presentes em tudo o que faz. Dotado de uma curiosidade intensa, indo da música erudita do brasileiro Villa-Lobos ao roqueiro Jimi Hendrix, Naná aprendeu a tocar praticamente todos os instrumentos de percussão, embora nos anos 60 tenha se especializado no berimbau. Depois das mais variadas experiências musicais, Naná Vasconcelos mudou-se para o Rio de Janeiro e começou a trabalhar com Milton Nascimento. Em 1970, o saxofonista argentino Gato Barbieri o convidou para juntar-se ao seu grupo. Apresentaram-se em Nova York e Europa, com destaque para o festival de Montreaux, na Suíça, onde o percussionista encantou público e crítica. Ao término da turnê, fixou residência em Paris, França, durante cinco anos, onde gravou o seu primeiro álbum – “Africadeus” (71). No Brasil, Naná gravou o seu segundo disco “Amazonas” (72). Começou, então, uma bem-sucedida parceria com o pianista e compositor Egberto Gismonti, durante oito anos, que resultou em três álbuns – “Dança das Cabeças”, “Sol do Meio-Dia” e “Duas Vozes”.

De volta a Nova York, formou o grupo “Codona”, com Don Cherry e Colin Walcott, também gravando e fazendo turnê com a banda do guitarrista Pat Metheny. Trabalhando com artistas das mais variadas tendências, gravou com B.B. King, com o violinista francês Jean-Luc Ponty e com o grupo de rock americano Talking Heads, liderado por David Byrne. Em 1986, de volta ao Brasil depois de dez anos, fez turnê recebida com entusiasmo pelo público. Nessa altura, Naná já havia trabalhado nas trilhas dos filmes “Procura-se Susan Desesperadamente”, de Susan Seidelman, estrelado por Rosanna Arquette e Madonna, e “Down By Law”, do cultuado diretor Jim Jarmusch, além de “Amazonas”, de Mika Kaurismäki.

O trabalho de Naná sempre demonstrou a amplitude do seu talento, e nos anos 80 gravou o disco “Saudades”, concerto de berimbau e orquestra. Depois, vieram os álbuns “Bush Dance” e “Rain Dance”, suas experiências com instrumentos eletrônicos. Daí por diante, Naná esteve envolvido mais diretamente com o cenário musical brasileiro ao fazer a direção artística do festival Panorama Percussivo Mundial (Percpan), em Salvador, e do projeto ABC Musical, além de participações especiais em álbuns de Milton Nascimento, Caetano Veloso, Marisa Monte e Mundo Livre S/A, entre outros. Em meio a inúmeros lançamentos fora do País, Naná Vasconcelos lançou no Brasil o disco “Contando Estórias” (94), depois os CDs “Contaminação” e “Minha Lôa”. No fim de 2005, lançou “Chegada”, pela gravadora Azul Music, e em 2006, o CD mais recente, intitulado “Trilhas”. Com raízes pernambucanas, Naná idealizou o projeto ABC das Artes Flor do Mangue, trabalho com online casino crianças carentes. Uma trajetória de vida que esbanja virtuosismo musical e integridade pessoal em tudo o que faz e toca.



Esse texto foi publicado quarta-feira, novembro 19th, 2008 às 6:16 PM na seção Notícias. Você pode acompanhar todos os comentários através do feed RSS 2.0. Você também pode comentar, ou criar um link para cá em seu site.

9 comentários to “Naná Vasconcelos”

  1. Reymund

    no. And Cuba has something in comomn with the war on drugs. If it weren’t for our failed policy, in Cuba’s case the embargo, Castro would have been gone decades ago, just like every other cold-war dictator. Clearly, in Cuba’s case, if the purpose of the embargo was to get rid of Castro, it failed. With Cuba, the argument went that since Castro is bad, then the embargo must be good. With drugs, the argument is that since drugs are bad, then prohibition must be good. It just doesn’t work. It would be nice if, say, after 50 or 100 years of failure, we could reassess a situation and try something new. Why can’t we as a country ever admit something isn’t working? (And yes, Iraq does come to mind) Saying something doesn’t work is not admitting failure. It’s a way to adopt and improve and achieve success.Americans who don’t have passports may not realize that while (much of) the rest of the world is improving, we’re treading water and even falling back. As an American, I don’t like having to apologize to my friends from other countries. Sorry for our trains. Sorry for our airlines. Sorry for our run down airports bumpy roads. Sorry for our ghettos. (And of course sorry for George Bush.) Not to mention our currency is collapsing. I travel a lot to other countries. And I worry that we’re becoming more and more third-world. Mindless flag waving and chants of YOU-ESS-AAY! aren’t the answer.

  2. vndvan

    wFhHuz dcfamsmgjcac

  3. dfcwqmjmp

    V9l04G , [url=http://prsanpwevobi.com/]prsanpwevobi[/url], [link=http://wdoerrlzfkjx.com/]wdoerrlzfkjx[/link], http://gkqsbpedrsko.com/

  4. ajlmiw

    dicdok cwjqupyjsfck

  5. vmujynsthv

    EfZ1lq , [url=http://mqmyyfsmievo.com/]mqmyyfsmievo[/url], [link=http://lpwuqkvjnikv.com/]lpwuqkvjnikv[/link], http://rqulahxezbzk.com/

  6. Cedric Bartlette

    I just want to mention I am just all new to blogs and absolutely enjoyed you’re web blog. Almost certainly I’m going to bookmark your blog post . You really come with beneficial articles. Appreciate it for sharing with us your blog.

  7. ipads

    I do accept as true with all the concepts you’ve introduced for your post. They’re very convincing and will definitely work. Nonetheless, the posts are too brief for starters. May just you please extend them a bit from next time? Thank you for the post.

  8. Harper}

    I would like to advise you, your site is such a superb internet page. There is a whole lot to see and uncover! Thanks!

  9. Colanti

    Multumesc din suflet celui care a inventat colantii 🙂

Comente!

Seu comentário