VIRTUOSI SÉCULO XXI DEBATE A MÚSICA ERUDITA CONTEMPORÂNEA

Daniel Peter Biro 2

Antecedendo a programação do XVIII VIRTUOSI, o IV VIRTUOSI SÉCULO XXI mantém a tradição de trazer grandes nomes internacionais na música contemporânea para conversar com músicos locais apresentando novas peças ao vivo. O objetivo do evento é promover um amplo leque de debates num panorama que contempla sobretudo a composição moderna e a música de concerto na atualidade.

Com patrocínio do BNDES e Governo Federal através da Lei Rouanet, e com incentivo da Prefeitura do Recife, o IV VIRTUOSI SÉCULO XXI acontece de 09 a 11 de dezembro no Instituto JCPM no Pina com entrada gratuita feita mediante inscrições online no site www.virtuosi.com.br.

Como convidados, o evento traz o compositor húngaro Dániel Péter Biró e os brasileiros Flo Menezes, Alfredo Barros, Eli-Eri Moura, José Orlando e Pauxy Gentil-Nunes. A curadoria do IV VIRTUOSI SÉCULO XXI é do compositor Marcilio Onofre, bacharel em piano e Mestre em Composição pela Universidade Federal da Paraíba e membro do Grupo de Pesquisa em Música, Musicologia e Tecnologia Aplicada.

Na programação de concertos, que acontecem à noite no Teatro Eva Herz estão o grupo IAMAKÁ com o Oratório Profano “Stella Splendens” de Eli-Eri Moura, o violonista Daniel Murray e o violista Rafael Altino que lança na ocasião seu CD “Viola a Rafael” incentivado pelo Funcultura.

O VIRTUOSI 2015 conta com patrocínio do BNDES, CHESF, STN, Excelsior Seguros, incentivo da Prefeitura Municipal do Recife e apoio do Consulado Americano, Consulado da França,CEPE, Instituto JCPM, Livraria Cultura, UFPB, Museu dos Três Pandeiros, Dragão do Mar e Dorisol Grand Hotel Recife.

PROGRAMAÇÃO
IV VIRTUOSI SÉCULO XXI

* INSTITUTO JCPM
Palestras, debates, oficinas

09 | QUARTA
09:30 – 12:00 Palestra 1: DÁNIEL PÉTER BIRÓ (Hungria/Canadá)
13:30 – 14:45 Palestra 2: JOSÉ ORLANDO (PB)
15:00 – 16:15 Palestra 3: ALFREDO BARROS (CE)

10 | QUINTA
09:30 – 12:00 Palestra 4: DÁNIEL PÉTER BIRÓ (Hungria/Canadá)
13:30 – 14:45 Palestra 5: PAUXY GENTIL-NUNES (RJ)
15:00 – 16:15 Palestra 6: ELI-ERI MOURA

11 | SEXTA
09:30 – 12:00 Palestra: FLO MENESES (SP)
13:30 – 15:30 Master Class: DÁNIEL PÉTER BIRÓ (Hungria/Canadá)
15:00 – 17:45 Master Class: FLO MENESES (SP)

* TEATRO EVA HERZ | SHOPPING RIOMAR
Apresentações ao vivo

09 | QUARTA
19h30 IAMAKÁ
Eli-Eri MOUR A Stella Splendens – Oratório Profano [1963]

10 | QUINTA
18h00 DANIEL MURRAY, violão

19h30 RAFAEL ALTINO, viola
Lançamento do CD VIOLA A RAFAEL

Entrada Gratuita
Mais informações: www.virtuosi.com.br

XVIII VIRTUOSI REALIZA CONCERTOS NO BRASIL, ARGENTINA E URUGUAI

ORQUESTRA VIRTUOSI (Foto - Caroline Bittencourt)

ORQUESTRA VIRTUOSI (Foto – Caroline Bittencourt)

O Ministério da Cultura e o BNDES apresentam o XVIII VIRTUOSI – Festival Internacional de Música de Pernambuco que ocorre de 09 a 20 de dezembro não apenas no Nordeste brasileiro, mas ainda na Argentina e Uruguai com uma programação que se caracteriza pela excelência de seu repertório e de sua execução em peças clássicas e contemporâneas. Pelo sexto ano consecutivo, o VIRTUOSI acontece em diferentes localidades além do Recife, indo neste ano a Buenos Aires, Montevidéu, Olinda, João Pessoa, Campina Grande e Fortaleza. Um outro destaque na programação é o primeiro concerto do evento no Alto José do Pinho no programa “A música clássica sobe o morro” no dia 19 de dezembro.

O VIRTUOSI 2015 conta com patrocínio do BNDES, CHESF, STN, Excelsior Seguros, incentivo da Prefeitura Municipal do Recife e apoio do Consulado Americano, Consulado da França, FUNJOPE, Museu dos Três Pandeiros, CEPE, Livraria Cultura, UFPB, Dragão do Mar e Dorisol Grand Hotel Recife.

[Clique aqui para ver a programação completa]

Contemporânea – Neste ano, o IV VIRTUOSI SÉCULO XXI antecede a programação do XVIII VIRTUOSI, mantendo a tradição de trazer grandes nomes internacionais na música contemporânea para conversar com os instrumentistas locais apresentando novas peças ao vivo. Com patrocínio do BNDES e Governo Federal através da Lei Rouanet, e com incentivo da Prefeitura do Recife, o IV VIRTUOSI SÉCULO XXI acontece de 09 a 11 de dezembro trazendo o compositor húngaro Dániel Péter Biró, o polonês Zaid Jabri e os brasileiros Flo Menezes, Alfredo Barros, José Orlando e Pauxy Gentil-Nunes.

Dedicado à música contemporânea com a curadoria do compositor Marcilio Onofre, o IV VIRTUOSI SÉCULO XXI realiza palestras e masterclasses no Instituto JCPM e concertos no Teatro Eva Herz. Na programação estão o grupo IAMAKÁ com o Oratório Profano “Stella Splendens” de Eli-Eri Moura, o violonista Daniel Murray e o violista Rafael Altino que lança na ocasião seu CD “Viola a Rafael” incentivado pelo Funcultura.

Concertos – A abertura do XVIII VIRTUOSI acontece simultaneamente em Olinda e Buenos Aires. No dia 13 de dezembro, às 18h, o Convento de São Francisco em Olinda recebe The Harlem Quartet (EUA), que apresenta um programa bem variado com obras de Beethoven, Mendelssohn, Turina, Tom Jobim, Dizzy Gillespie e Chick Corea.

Enquanto isso, pela manhã, na Usina del Arte em Buenos Aires, a Orquestra Virtuosi sob a regência de Rafael Garcia se apresenta na Argentina pela primeira vez com um repertório que traz obras de Dvorak, Haydn, Proto, Ernani Aguiar e a primeira audição da obra Armoriatika de Eli-Eri Moura, que reflete um caleidoscópio musical envolvendo recorrentes paisagens sonoras baseadas em materiais do cancioneiro brasileiro e da região nordestina em particular. Dois dias depois, a Orquestra Virtuosi segue para Montevidéu no Uruguai, onde se apresenta na Sala Nelly Goitiño del Sodre no dia 15. Serão solistas nesta turnê o flautista Horacio Massone, o violinista Yehezkel Yerushalmi, o violista Rafael Altino e o violoncelista Leonardo Altino.

De volta ao Recife, a programação do VIRTUOSI prossegue nos dias 15 e 16 com concertos de câmara na Ordem Terceira de São Francisco do Recife. O Trio de Cordas com membros do Quarteto Carlos Gomes (SP) se apresenta no dia 15. No dia 16, é a vez da apresentação da Orquestra Jovem de Pernambuco que terá como solista e diretora a violinista inglesa Priya Mitchell. O evento tem início às 19h e a entrada é 1 Kg de alimento não perecível.

Harlem Quartet

Harlem Quartet

O Teatro de Santa Isabel abriga a Série Vicente Fittipaldi com as principais apresentações do festival a partir do dia 17 às 20h com The Harlem Quartet, grupo originalmente formado pelos vencedores do Sphinx Competition para instrumentistas de cordas negros e latinos. O quarteto venceu o Grammy em 2013 com o CD “Mozart goes dancing” e vem ao Recife pela primeira vez.

Na sexta-feira, 18 de dezembro, às 20h, a Orquestra Virtuosi se apresentará sob a regência do Maestro Rafael Garcia tendo como solistas o violinista Benjamin Sung, o violista Rafael Altino, o violoncelista Leonardo Altino, e Catalin Rotaru. Será apresentada pela primeira vez no Brasil a obra Armoriatika para viola, cello e cordas. A obra foi encomendada pelo festival Virtuosi e é de autoria do compositor paraibano Eli-Eri Moura em homenagem aos 45 anos da música armorial. O título faz referência ao Movimento Armorial, que nos anos de 1970 levou para as salas de concerto os instrumentos típicos e a música tradicional dos estados de Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte.

O grupo francês Quatuor Caliente celebra seus 15 anos de atividade no sábado, 19 de dezembro, às 20h no Recife, com o apoio do Consulado Geral da França no Recife. No dia 16, o grupo realiza um concerto em Campina Grande. A história do grupo começou no ano 2000 quando quatro jovens músicos apaixonados pelo Novo Tango se reuniram. Rapidamente, o grupo começou a se apresentar na França e no exterior. Vencedor do Piazzolla Music Award em Milão, o grupo gravou seu primeiro CD e a partir dai não parou mais de crescer.

Neste ano, o festival pela primeira vez “sobe o morro” apresentando o CONCERTO BNDES na comunidade do Alto José do Pinho. Será também a primeira vez que a comunidade recebe um concerto de música clássica ao vivo. O programa “A Música Clássica Sobe o Morro” ocorre às 19h do dia 19 de dezembro com a Orquestra Jovem de Pernambuco sob a regência do Maestro Rafael Garcia ao lado de vários solistas e artistas nacionais e internacionais. Formada em 1940 por trabalhadores da antiga Fábrica da Macaxeira, o Alto José do Pinho é um centro de cultura popular com maracatus, reisados, blocos carnavalescos, artes cênicas e outras expressões populares.

O festival se despede do Recife no domingo (20) às 18h com o recital da pianista armênia Marianna Schrinyan. Ela como “Steinway Artist” e vencedora de cinco prêmios no ARD International Music Competition em Munique, Marianna Schrinyann desenvolve uma grande carreira internacional. É artista convidada de muitos festivais, entre eles Schleswig-Holstein, Schwetzinger Festspiele e MDR Summer Music Festival, entre outros. É considerada uma das pianistas mais importantes de seu tempo e é solista das orquestras de Oslo, Helsinki, Copenhagen, Tapiola, Göteborg e Norrköping. Desde 2014 Marianna é professora do Norwegian Music Academy em Oslo.

Priya Mitchell

Priya Mitchell

Logo em seguida, às 19h, o VIRTUOSI se despede com o recital da violinista inglesa Priya Mitchell e a pianista Marianna Shirinyan. A violinista Priya Mitchell estudou com Zachar Bron na Alemanha. Foi solista de várias orquestras tais como Filarmônica Russa, BBC Philharmonic, Sinfonia Varsova, Symphony Hall Birmingham, Orquestra Sinfônica da BBC. É diretora do Oxford Chamber Music Festival, Inglaterra.

Fortaleza – The Harlem Quartet será a atração da etapa cearense do festival Virtuosi em Fortaleza no dia 15 de dezembro às 20h no Auditório do Centro Cultural Dragão do Mar. A vinda do Harlem Quartet ao Brasil está sendo possível através do apoio do Consulado Americano no Recife.

Campina Grande – O VIRTUOSI apresenta também um concerto na cidade de Campina Grande com o apoio do Museu dos Três Pandeiros. O concerto do grupo francês Quatuor Caliente ocorre no dia 16 de dezembro às 20h no Museu.

João Pessoa – Durante a semana de concertos em Pernambuco, o VIRTUOSI vai para Paraíba e apresenta um concerto especial na cidade de João Pessoa. Com apoio da FUNJOP e UFPB, a Sala Radegundis Feitosa recebe a pianista Marianna Schrinyann e a violinist Priya Mitchell no dia 17 de dezembro, às 20h.

XVIII VIRTUOSI
Direção Artística: RAFAEL GARCIA
Coordenação: ANA LUCIA ALTINO
Realização: VIRTUOSI SOCIEDADE ARTÍSTICA LTDA
Produção: CODA
Assessoria de imprensa: COQUETEL MOLOTOV
www.coquetelmolotov.com.br
Criação gráfica: MOLHO | BUFFALO
Mais informações: (81) 3363-0138

VIRTUOSI BRASIL CHEGA A SUA DÉCIMA PRIMEIRA EDIÇÃO

O Ministério da Cultura e CORREIOS apresentam o XI VIRTUOSI BRASIL. O festival que chega a sua décima primeira edição vem investindo na divulgação do trabalho de intérpretes e compositores da música nacional de concerto. A décima primeira edição do evento acontece entre os dias 07 e 10 de maio no Teatro Luiz Mendonça, no Parque Dona Lindu – Recife.

Os destaques do festival neste ano são o pianista Cristian Budu (vencedor do Concurso Clara Haskil na Suíça – 2013), o Grupo Pau Brasil, o Quarteto de Cordas Carlos Gomes e o Duo Flauta & Violão de Rogério Wolf e Paulo Porto Alegre. Todos os concertos são gratuitos e começam às 19h. Os ingressos estarão disponíveis para o público duas horas antes do espetáculo na bilheteria do teatro.

O XI VIRTUOSI oferece ao público pernambucano uma variedade de obras de compositores brasileiros tais como Villa-Lobos, Nepomuceno, Gnatalli, Villani Côrtes, Paulo Porto Alegre, Nelson Ayres, Ary Barroso e Antonio Carlos Jobim, além de compositores estrangeiros como Piazzolla, Chopin, Scriabin e Debussy.

PAU BRASIL - VIRTUOSI GAL 1

Atrações – A abertura do festival acontece no dia 07 de maio, sob responsabilidade do GRUPO PAU BRASIL. Nelson Ayres, Rodolfo Stroeter, Paulo Bellinati, Teco Cardoso e João Fideles integram o grupo que vem atuando como uma das mais destacadas formações da música instrumental contemporânea do Brasil. Com uma carreira nacional e internacional estabelecida desde a década de 80, o grupo promove uma sonoridade única, passeando entre o primitivo e o contemporâneo.

A capacidade de improvisação de seus integrantes, além da referência brasileira permanente, fazem do Pau Brasil um dos patrimônios vivos da música nacional. O grupo cativa os ouvintes através de uma música que é original, viva e bem humorada. Ao longo de seus trinta anos de existência, o Pau Brasil traz em seu currículo apresentações nos mais renomados festivais e teatros do Brasil, além de inúmeras turnês e apresentações pela Europa, Estados Unidos e Japão.

Dentre os projetos mais recentes do grupo Pau Brasil destacam-se o CD Villa-Lobos Superstar que conta com a participação especial do quarteto de cordas Ensemble SP e do cantor Renato Braz e que ganhou os prêmios de Melhor CD e Melhor Grupo de Música Instrumental no 24º Prêmio da Música Brasileira. A discografia completa do grupo está presente no Caixote Pau Brasil 1982/2012 que contém 8 CDs, 1 DVD e um livro com a história da formação do grupo e sua trajetória nos últimos 30 anos escrito pelo jornalista Carlos Calado.

Virtuosi-Paulo e Rogerio_pb

No dia 08 o destaque é o DUO FLAUTA & VIOLÃO com ROGÉRIO WOLF E PAULO PORTO ALEGRE. Após mais de 25 anos como primeira flauta das melhores orquestras do país como Sinfonica do Estado de São Paulo-OSESP (1981-2001) e Sinfonica Brasileira-OSB (2003-2006), Rogério Wolf atualmente dedica-se a concertos como solista e camerista. O músico é presidente da Associação Brasileira de Flautistas-ABRAF, Professor na Escola Superior de Música da Faculdade Cantareira – SP e Instituto Baccarelli. Como professor convidado já ministrou aulas e masterclasses nos Conservatórios de Genebra e La Chaux-de-Fonds-Suiça, Southern Mississipi University, University of Iowa, EUA, Conservatório de Novossibirsky, Russia e muitas outras instituições. Desde 2005 é convidado a participar no Festival Virtuosi, onde teve oportunidade de apresentar-se em concerto com Antonio Menezes, tocando “Assobio a Jato” de Villa Lobos.

O violonista, compositor e arranjador Paulo Porto Alegre, teve como professores alguns dos maiores mestres de nossa época, como Isaías Sávio, Henrique Pinto e Abel Carlevaro. Foi o vencedor do V Concurso Internacional de Violão Palestrina (1979), III Concurso Internacional de Violão do Festival Villa-Lobos (1984) e recebeu a Première Mention do Concours International de Composition de l’ORTF (Paris – 1986) com a obra “Contrastes I”. Como compositor ganhou relevância nos últimos dez anos a partir da edição de suas obras e arranjos no Brasil e Alemanha. Sua discografia inclui 2 LPs com o Trio OPUS 12 ( Trio de Violões – 1983) e Festival Villa Lobos – 1984 ( Concerto para Violão e Orquestra). Em 1997 lançou seu CD solo “A Queda dos Pássaros” de Música do Século XX para violão e o CD “ Trio” com obras românticas para flauta, viola e violão (com Rogério Wolf e Marcelo Jaffé).

quarteto carlos gomes 2

O festival segue no dia 09 com a participação do QUARTETO DE CORDAS CARLOS GOMES. O grupo tem como seu principal objetivo a divulgação da Música Brasileira, Latino Americana e a música de nosso tempo, além do amplo repertório composto para este gênero. Composto por quatro dos mais importantes músicos do cenário nacional, o Quarteto Carlos Gomes realiza um constante trabalho de pesquisa junto a bibliotecas e museus sobre material nunca gravado e muitas vezes nunca executado. O quarteto é formado por Cláudio Cruz, spalla da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, regente da Orquestra Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo e vencedor do prêmio Grammy Awards, Adonhiran Reis, spalla da Orquestra Sinfônica da UFRJ, professor do Conservatório Brasileiro de Música e ex-spalla da Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto, Gabriel Marin, violista da Orquestra Sinfônica da USP e por muitos anos primeira viola da Orquestra Sinfônica Brasileira, e Alceu Reis, que como primeiro violoncelo liderou as orquestras do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, a Orquestra Sinfônica Brasileira, e também foi vencedor do prêmio Grammy Awards. Apesar do seu pouco tempo de existência, o conjunto vêm surpreendendo o cenário musical e conquistando elogiosas críticas de seus pares.

Cristian Budu

Para encerrar o XI VIRTUOSI BRASIL, no dia 10 de maio, a produção convidou o jovem pianista brasileiro CRISTIAN BUDU. Brasileiro de origem romena, o jovem pianista é considerado um dos expoentes de sua geração. Dotado de uma musicalidade genuína e uma calorosa força de comunicação, sua personalidade artística e sensível pianismo vem sendo internacionalmente reconhecidos. Desde cedo alcançou os primeiros lugares em múltiplos concursos nacionais, como o “Concurso Nelson Freire” e o “Prelúdio”, da TV Cultura. Em 2013, aos 25 anos de idade, tornou-se o primeiro brasileiro vencedor de um dos mais importantes e prestigiados concursos do cenário pianístico internacional, o Concurso Clara Haskil, na Suíça. Com já meio século de existência, o Clara Haskil elege apenas um ganhador por edição e por diversas vezes não houve vencedor. Tal conquista foi considerada pela critica especializada como a mais importante de um pianista brasileiro nos últimos 20 anos.

Dentre as orquestras com quais Cristian Budu já se apresentou, estão a Orquestre de la Suisse Romande, Orquestra Sinfônica Brasileira, Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, Orquestra Sinfônica do Paraná, Orquestra Experimental de Repertório e Orquestra Sinfônica de Sergipe. Em 2000, Cristian conheceu o multi-artista Antônio Nóbrega, que o introduziu ao rico universo dos ritmos e danças brasileiras. Cristian foi aluno do Instituto Brincante por mais de 4 anos, tendo aulas com Rosane Almeida e diversos artistas populares, e lá seu aprendizado foi de grande importância ao seu desenvolvimento artístico.

Concertos-aula – O XI VIRTUOSI BRASIL oferece dois concertos aula nos dias 07 e 08 de maio respectivamente com o GRUPO PAU BRASIL e o DUO FLAUTA & VIOLÃO. Os concertos aula acontecem no no Teatro Luiz Mendonça, durante o ensaio geral dos grupos às 16h. Mais informações podem ser obtidas através do telefone (81) 3363-0138 e no site www.virtuosi.com.br. O XI VIRTUOSI BRASIL conta com o patrocínio do CORREIOS e do Governo Federal através da Lei Rouanet e apoio da Prefeitura do Recife.

XVII VIRTUOSI SE DIVIDE ENTRE PERNAMBUCO, PARAÍBA, CEARÁ E PARÁ

VIRTUOSI - 1o Dia-5191

O Ministério da Cultura e o BNDES apresentam o XVII VIRTUOSI – Festival Internacional de Música de Pernambuco que, pelo quinto ano consecutivo, acontece em diferentes localidades além do Recife. De 07 a 14 de dezembro, o festival, que dedica esta edição aos 150 anos do nascimento do grande compositor RICHARD STRAUSS, mantém a tradição de trazer grandes nomes internacionais. Neste ano, o evento se divide entre o Recife, Olinda, João Pessoa, Campina Grande, Fortaleza e Belém.

Com patrocínio do BNDES, CORREIOS e Governo Federal através da Lei Rouanet, e com incentivo do Governo do Estado de Pernambuco e da Prefeitura Municipal do Recife, o XVII Virtuosi realiza o IV VIRTUOSI DIÁLOGOS promovendo palestras com o jornalista Irineu Franco Perpétuo com o tema “Aprendendo a ouvir Música Clássica” na Livraria Cultura – Paço Alfândega, dias 9, 10 e 11 às 10h. Os interessados poderão se inscrever no site www.virtuosi.com.br. A programação do XVII VIRTUOSI será totalmente gratuita.

Roby-Lakatos

Neste ano o festival apresenta o II VIRTUOSI PELA PAZ – MARATONA VIRTUOSI BNDES – nos dias 12 e 13 de dezembro. Serão 24 horas de música com diversas apresentações que incluem Orquestra Virtuosi, Benjamin Schmid Jazz Quartet, Stringfever, Roby Lakatos, Christian Lindberg, DJ Dolores & Naná Vasconcelos e muitos outros artistas nacionais e internacionais. Tudo no Teatro de Santa Isabel.

O VIRTUOSI 2014 conta com patrocínio do BNDES, CORREIOS, Excelsior Seguros, incentivo do Governo do Estado de Pernambuco e Prefeitura Municipal do Recife e apoio da Prefeitura de Olinda, Prefeitura de João Pessoa, Prefeitura de Campina Grande, CEPE, Livraria Cultura, UFPB, Fundação Amazônica de Música, Dragão do Mar e Dorisol Grand Hotel Recife.

unnamed

OLINDA – A abertura do festival será em Olinda, na Igreja do Carmo, às 17h do dia 07 de dezembro. Para abrir a programação artística do evento, a produtora Ana Lúcia Altino e o diretor artístico do evento, o Maestro Rafael Garcia, convidaram o fagotista brasileiro Fabio Cury que apresentará seus mais novos CDs: O fagote barroco com o cravista Alessandro Santoro e as Valsas de Mignone para fagote.

RECIFE – A primeira noite do XVII Virtuosi no Recife ocorre no Conservatório Pernambucano de Música com um recital que conta com a presença do romeno Catalin Rotatu no contrabaixo e a russa Anastasia Zhivotovskaya no piano. O evento tem início às 19h30 e possui entrada gratuita.

No dia seguinte começa a Série Vicente Fittipaldi no Teatro de Santa Isabel abrigando as principais apresentações do festival. O concerto de abertura intitulado STRAUSS, SMETANA & SCHUMANN vai reunir vários artistas nacionais e internacionais executando obras clássicas da música de câmara, trazendo Victor Asuncion ao piano, Leonardo Altino no cello, Paul Cortese na viola e os violinistas Yehezkel Yerushalmi, Yannos Margaziotis e Benjamin Sung,

unnamed (2)

Na sexta-feira, 12 de dezembro, às 20h, o Virtuosi abre a programação do II VIRTUOSI PELA PAZ – MARATONA VIRTUOSI BNDES – oferecendo 24 horas de música entre a sexta e o sábado. A abertura fica por conta da Orquestra Virtuosi sob a regência do Maestro Rafael Garcia com um programa que executa a obra Metamorfose de Richard Strauss, seguida de um festival de obras de Beethoven. Acredita-se que Metamorfose foi escrita como um lamento à destruição da Alemanha na segunda guerra mundial, em particular ao bombardeio devastador que houve em Munique destruindo o Teatro de Ópera dessa cidade. Nessa obra Strauss usa explicitamente tema da Marcha Fúnebre da Sinfonia nº 3 de Beethoven. Serão solistas neste momento os violinistas Giora Schmidt e Soh-Hyun Park Altino, a pianista Ana Lucia Altino e o violoncelista Leonardo Altino.

A programação do II VIRTUOSI PELA PAZ segue noite adentro com participações de artistas nacionais e internacionais, entre eles o trombonista Christian Lindberg, Roby Lakatos Ensemble, Benjamin Schmid Jazz Quartet, o grupo comediante ingles Stringfever, uma apresentação especial reunindo DJ Dolores e Naná Vasconcelos, Ensemble São Paulo, Unirio Metais e o Duo Altino, dentre outras atrações. Um dos destaques da maratona é o concerto especial da Orquestra Jovem de Pernambuco que terá como solista o pianista Artur Moreira Lima.

unnamed (3)

A maratona se encerra às 20h do sábado (13) com a Orquestra Virtuosi apresentando o programa GULDA, KREISLER, ELLINGTON & LINDBERG. Este será um programa dedicado ao Jazz sinfônico, apresentando ainda duas peças de Duke Ellington (Prelúdio para um beijo e Caravan – arranjos de Michael Abene) com a participação especial do saxofonista Maestro Spok. O solista do concerto será o violinista Benjamin Schmid, considerado um dos maiores violinistas do mundo dos últimos 50 anos de acordo com publicação lançada em setembro deste ano na França.

O festival se despede do Recife no domingo (14) com a Maratona Virtuosi BNDES de Piano com a presença dos pianistas russos Ilya Ramlav e Anastasia Zhivotovskaya. Considerado uma das maiores revelações da nova geração da música clássica, Ramlav foi solista à frente de orquestras como a de St. Petersburgo e realiza seu recital às 18h no Teatro de Santa Isabel, sendo seguido às 19h pela pianista russa Anastasia Zhivotovskaya, do Conservatório de Moscou.

Benjamin Schmidt

JOÃO PESSOA – Após a realização de seus concertos em Pernambuco, o VIRTUOSI segue para a Paraíba e apresenta um show especial na cidade de João Pessoa. Com apoio da Prefeitura municipal, FUNJOP e UFPB, a Sala Radegundis Feitosa recebe a Benjamin Schmid Jazz Quartet no dia 14 de dezembro às 20h.

CAMPINA GRANDE – O VIRTUOSI apresenta dois concertos na cidade Campina Grande com o apoio da prefeitura local. Os concertos acontecem nos dias 09 e 10 de dezembro às 20h no Teatro Severino Cabral. Na cidade, o Ensemble São Paulo se apresenta no dia 09 e o grupo UniRio Metais no dia 10. Ambos os shows possuem entrada gratuita.

FORTALEZA – O violoncelista Leonardo Altino será a atração da etapa do festival Virtuosi em Fortaleza no dia 14 de dezembro às 20h no Centro Cultural Dragão do Mar. Primeiro Prêmio no Concurso Internacional de Violoncelo de Viña Del Mar/Chile, Leonardo foi solista das principais orquestras brasileiras assim como da Sinfônica do Chile e Sinfônica de Bogotá, entre outras.

BELÉM – Na capital paraense, o festival Virtuosi se realiza na Sala Augusto Meira Filho – Art Doce Hall no dia 15 de dezembro às 20h. Participa do evento em Belém o violoncelista Leonardo Altino. Em Belém, o Virtuosi conta com o apoio da Fundação Amazônica de Música.

Mais informações: https://www.facebook.com/virtuosirecife
(81) 3363-0138 | 3355-3324

II VIRTUOSI SÉCULO XXI: Compositores convidados

Johannes Waalter

CASPAR JOHANNES WALTER nasceu em Frankfurt / Main em 1964. Estudou composição com VD Kirchner (Wiesbaden), bem como com J. Fritsch e C. Barlow (Conservatório de Música de Colônia, 1985-1990). Em 1985, ele foi co-fundador da Thürmchen Verlag (Editora) em Colônia. Ele recebeu vários prêmios importantes, incluindo o primeiro prêmio no Concurso de Composição Stuttgart (1991), o Prêmio Irino para Orquestra (Japão, 1992), o primeiro prêmio na competição Viena Moderna – 1995, o Prêmio Hindemith do Festival de Schleswig-Holstein e do estado da Renânia do Norte-Vestfália o prêmio do mais promissor na categoria música. Em 1988, ele foi premiado na mesma categoria pela cidade de Colônia. Ele recebeu uma bolsa de estudos em 1995/96 para o Künstlerhof Schreyahn (Artistas de Colônia ), Lower Saxony, e em 1998 foi concedida uma bolsa de estudos para realizar o seu trabalho na Villa Massimo, em Roma. Ele representou a nova geração de músicos de Colonia em projetos de intercâmbio patrocinados pelo Goethe Institut, em Nova York (1989) e Atlanta (1993). Suas peças foram selecionadas para o Dia Mundial da Música em Estocolmo em 1994, em Copenhague, em 1996. Um CD com obras de música de câmara lançado pelo Conselho Alemão de Música pelo selo Wergo, recebeu o Prêmio da Crítica Alemã em 1998. Seu interesse como intérprete – é violoncelista do Thürmchen Ensemble – está focado principalmente em jovens compositores das áreas de música experimental e teatro musical. As obras de Johannes Caspar Walter são executadas regularmente, não só na Europa, mas também com muito sucesso nos EUA e no Japão, com estreias mundiais em Atlanta e Tóquio.

Gervasoni

STEFANO GERVASONI nasceu em Bergamo, em 1962. Iniciou seu estudo de composição com Luigi Nono: este encontro, bem como aqueles com Brian Ferneyhough, Peter Eötvös e Helmut Lachenmann, foram decisivos para a sua carreira. Depois de frequentar o Conservatório Giuseppe Verdi em Milão, Gervasoni completou seus estudos na Hungria com György Ligeti e depois em Paris, onde, em 1992, seguiu o curso de Composição e Música Computadorizada organizado pelo Ircam. Os três primeiros anos de sua estada na França forneceu as bases para uma carreira internacional que o levou a ser “pensionnaire” na Villa Medici 1995-1996. Tornou-se um dos mais importantes compositores italianos na cena contemporânea e recebeu comissões do Ensemble Intercontemporain, da WDR, o SWF, Orquestra Sinfonica Nazionale della RAI, Festival d’ Automne, Radio França, IRCAM, a Casa da Música, Festival Archipel, o MaerzMusik, Ars Musica e no Suntory Hall. Suas composições foram publicadas pela Ricordi e desde 2000, por Edizioni Suvini Zerboni – Sugarmusic SpA. Um CD monográfico intitulado ANTITERRA com Um, Animato, Antiterra, Bee Menos, Godspell e Epicadenza, foi lançado recentemente na França com o selo Aeon e apresenta um mundo musical de grande riqueza, sutileza e refinamento, tanto expressivo e introspectivo , que imediatamente capta a nossa atenção (Philippe ALBERA).
Seu trabalho já ganhou inúmeros prêmios, entre eles da Fondation des Treilles e do DAAD. Participou do Forum de Jovens Compositores em Colônia, do Seminário Klangforum e lecionou nos cursos de verão de Darmstadt, na Fondation Royaumont, na Universidade Toho, no Festival Internacional de Campos do Jordão, no Shangai Conservatory, na Universidade Columbia e na Universidade de Harvard. Ensina composição no Conservatório Nacional Superior de Música e de Dança de Paris e foi compositor residente no Centro de Arte Contemporânea do Domaine de Kerguéhennec.

II VIRTUOSI SÉCULO XXI

Gervasoni

O Ministério da Cultura e o BNDES apresentam o II VIRTUOSI SÉCULO XXI que se realiza nos dias 26, 27 e 28 de novembro na cidade do Recife. Com patrocínio do BNDES e do Governo Federal através da Lei Rouanet, o evento acontece no Teatro Eva Herz, localizado na Livraria Cultura do Shopping RioMar. O festival conta ainda com o apoio da Livraria Cultura, Instituto JCPM e Folha de Pernambuco.

O Virtuosi Século XXI é um festival de música contemporânea, que tem em sua segunda edição a direção artística do maestro Rafael Garcia, coordenadoria de Ana Lúcia Altino e curadoria do compositor paraibano Marcílio Onofre. O evento promete ser um dos mais destacados no país neste ano, pois trará alguns dos maiores nomes da música contemporânea no cenário internacional. Os compositores Stefano Gervasoni (Itália/França) e Caspar Johannes Walter (Alemanha) vão ministrar três oficinas de composição além de aulas especiais para os jovens autores que tiverem obras selecionadas para trabalharem em aulas individuais com os convidados.

Outros importantes compositores com atuação no Brasil e no exterior também participarão como palestrantes do Festival. São eles: Silvio Ferraz (SP), Marcos Lucas (RJ), Paulo Costa Lima (BA), Marcilio Onofe e Eli-Eri Moura (PB). Além desses, haverá uma palestra dedicada aos 10 anos do COMPOMUS – Laboratório de Composição da UFPB.

Premissa
O festival visa valorizar e estimular a produção, divulgação e o registro da música expressa em uma linguagem contemporânea, especialmente aquela escrita por compositores brasileiros, em particular do Nordeste. A ideia é de abrir caminho para que um amplo público local trave os primeiros contatos com uma variada gama de linguagens musicais e processos composicionais, próprios da música do século XXI. O Virtuosi Século XXI ainda pretende promover um intercâmbio entre artistas locais e de outras regiões do país promovendo a atualização quanto às linguagens musicais contemporâneas.

A programação do evento está dividida em três segmentos: mostra de música contemporânea, série de encontros entre compositores e comunidade em geral e oficina de composição. A mostra de música contemporânea compreende três concertos com a participação do duo formado por Wiktor Kociuban, cello e Demetre Gamsachurdia, piano que apresentarão o programa “Oracle’s Blast”; o saxofonista francês Clément Himbert e a Orquestra Jovem de Pernambuco sob a regência do Maestro Rafael Garcia que terá como solista o violoncelista Fábio Presgrave. Os concertos serão realizados sempre às 20h com entrada franca no Teatro Eva Herz. Na programação dos concertos serão apresentadas obras dos compositores presentes no evento assim como de vários outros compositores a exemplo de Berio, Jodlowski, Denisov, Langlotz, Dougherty, Takahashi, entre outros.

A série de encontros entre compositores e comunidade em geral acontece de 9h às 11h50 e das 13h às 15h45 no Teatro Eva Herz. Esses encontros visam exposições e debates sobre o pensamento musical no Século XXI e sobre os vários aspectos da música atual, incluindo sua criação, interpretação e percepção. As inscrições são gratuitas e poderão ser feitas no site www.virtuosi.com.br a partir do dia 1º de outubro.

A mostra de música traz o Duo Kociuban-Gamsachurdia, formado em 2011 por músicos com um vasto leque de atividades: Wiktor Bociuban, violoncelista e regente e Demetre Gamsachurdia, pianista e compositor. O Duo recebeu reconhecimento internacional graças aos concertos em colaboração com Georg Friedrich Haas, Roland Moser, Rudolf Kelterborn, Balz Trümpy e Lukas Langlotz, especialmente na Suiça, Polônia, Georgia e Alemanha. Neste ano eles realizaram vários concertos em festivais como o Schwetzinger Festspiele. O Duo enfatiza a importância de atividades educacionais dando palestras e masterclasses sobre música nova e sua forma de execução.

As oficinas de composição terão como professores os compositores Stefano Gervasoni (Itália-França) e Caspar Johannes Walter (Alemanha). Stefano Gervasoni iniciou seus estudos de composição com Luigi Nono seguindo com Brian Ferneyhough, Peter Eötvös e Helmut Lachenman. Depois de frequentar o Conservatório Giuseppe Verdi em Milão, completou seus estudos na Hungria com Ligeti e depois em Paris, no Ircam. Tornou-se um dos mais importantes compositores italianos na cena contemporânea e recebeu encomendas do Ensemble Intercontemporain, WDR, SWF, Orquestra della RAI, IRCAM, Suntory Hall, entre outros.

Caspar Johannes Walter estudou composição com VD Kirchner, J. Fritsch e C. Barlow. Foi co-fundador da editora Thürmchen Verlag e recebeu vários prêmios importantes, incluindo os primeiros prêmios nos Concursos de Composição Stuttgart (1991) e Viena Moderna (1995) assim como o Prêmio Hindemith do Festival de Schleswig-Holstein. Representou a nova geração de músicos de Colônia em projetos de intercâmbio patrocinados pelo Goethe Institut. É violoncelista do Thürmchen Ensemble. Suas obras são executadas regularmente, não só na Europa, mas também nos EUA e no Japão.

A participação nas palestras e nas oficinas é gratuita. No entanto, será necessário fazer inscrição para as mesmas através do site virtuosi.com.br considerando que haverá aproximadamente 70 lugares disponíveis em cada oficina/palestra. No caso específico das oficinas de composição, seis dos participantes poderão apresentar uma peça, cada, para ser discutida com o ministrante, de acordo com os critérios explicados no site.

 

II VIRTUOSI SÉCULO XXI

Dias 26, 27 e 28 de novembro de 2013

TEATRO EVA HERZ – Shopping RioMar – Pina – Recife

Entrada Franca

Informações: 3363 0138

II VIRTUOSI SEM FRONTEIRAS

Cristina Braga

Responsáveis por consagrados espetáculos em terras pernambucanas, a Virtuosi Sociedade Artística assumiu mais uma missão: defender a música de qualidade, independente do rótulo que ela carrega. Esta é a preocupação do Virtuosi sem Fronteiras, projeto aprovado pelo programa cultural BNDES/Banco do Nordeste e que será realizado de 14 a 17 de março no Teatro de Santa Isabel.

Os espetáculos do II Virtuosi Sem Fronteiras apresentam, principalmente, a versatilidade de instrumentistas altamente qualificados, capazes de transitar nos campos da música erudita e popular, provando que a qualidade da música vai além de sua categorização. A programação, que tem início sempre às 20h, começa no dia 14 de março e oferece ainda oficina de violoncelo com Dimos Goudaroulis, oficina de piano com André Mehmari e percussão com Eduardo Contrera.

Convidados – O pianista, arranjador, compositor e multiinstrumentista André Mehmari foi escalado para a abertura da programação na quinta (14/03). Considerado pela crítica “um artista singular de imaginação vibrante e generosa” e apontado como uma das revelações da música brasileira recente e premiado tanto na área erudita (Concurso Nacional de Composição Camargo Guarnieri) quanto popular (Prêmio Visa, Nascente-USP), André já teve suas composições e arranjos tocados pela OSESP, Banda Sinfônica do Estado, Quinteto Villa-Lobos e Sujeito a Guincho. 

Na sexta (15/03), o violoncelista Dimos Goudaroulis apresenta um concerto executando duas suítes para violoncelo de Johann Sebastian Bach, tocando num instrumento barroco francês do final do século XVIII. Na segunda parte do programa, o violoncelista apresenta “A Arte do Instante – música de câmara improvisada” ao lado do percussionista Eduardo Contrera. 

Violoncelista versátil e músico muito ativo, Dimos Goudaroulis se destaca por pertencer a uma nova geração de instrumentistas que transita brilhantemente por estilos musicais diferentes e se apresenta tanto com instrumentos modernos quanto com instrumentos de época. Nascido na Grécia, estudou violoncelo em Thessalônica e depois em Paris, com Philippe Muller e Reine Flachot. Vencedor do Prêmio Carlos Gomes de “melhor solista” em 2008, Dimos se apresenta regularmente em vários países da Europa, América Latina, Estados Unidos e Canadá.

A programação do II Virtuosi Sem Fronteiras prossegue no sábado (16/03) com a harpista Cristina Braga e os concertos “Sonho e Luas”, “Raiz e Sóis”. Cristina Braga tem sido grande responsável pela divulgação de seu instrumento no Brasil. Com um trabalho consistente, tem mostrado que a harpa, além de solar com orquestras também tem alma brasileira, tocando samba, choro, bossa, em seu instrumento, participando de inúmeros projetos de música clássica e popular sempre com a mesma desenvoltura. Foi uma das diretoras do Congresso Mundial de Harpas e idealizou e dirigiu as quatro primeiras edições do Festival Vale do Café, nas montanhas da região histórica do café, no Rio de Janeiro.

Encerrando a programação, no domingo (17/03), o evento apresenta um programa com o grande saxofonista Leo Gandelman. Na primeira parte do programa “Músicas que marcaram trajetória”, Leo Gandelman com o pianista Eduardo Farias apresentam obras de Radamés Gnattali, Pixinguinha, Jorge Mautner e do próprio Leo Gandelman. Na segunda parte, o saxofonista se apresenta como solista da Orquestra Jovem de Pernambuco sob a regência de Rafael Garcia.

Um dos mais celebrados instrumentistas do Brasil, Leo Gandelman é adorado pelo grande público, jovem e pop, assim como tem seu nome associado à excelência e ao virtuosismo da música de concerto. Saxofonista, arranjador e produtor, é hoje um dos mais influentes músicos no Brasil. Além da sólida formação clássica, estudou no Berklee College of Music. Leo vem se dedicando intensamente à carreira, tendo participado em mais de 800 gravações. Durante 15 anos consecutivos foi escolhido “o Melhor Instrumentista Brasileiro” pelo concurso “Diretas na Música” do Jornal do Brasil. 

II VIRTUOSI SEM FRONTEIRAS

ONDE: Teatro de Santa Isabel – Recife
QUANDO: dias 14, 15, 16 e 17 de março de 2013
ENTRADA FRANCA
Mais informações: www.virtuosi.com / 81 33630138

XV VIRTUOSI SE DIVIDE ENTRE OLINDA, RECIFE, JOÃO PESSOA E BELÉM

O Ministério da Cultura e o BNDES apresentam o XV VIRTUOSI – Festival Internacional de Música de Pernambuco que, pelo terceiro ano consecutivo, acontece em diferentes localidades além do Recife. De 09 a 16 de dezembro, o festival, que dedica esta edição ao centenário de Luiz Gonzaga, mantém a tradição de trazer grandes nomes internacionais. Neste ano, o evento se divide entre o Teatro Eva Herz da Livraria Cultura – Shopping Rio Mar e o Teatro de Santa Isabel (Recife), Convento de São Francisco (Olinda), Sala de Concertos Radegundis Feitosa (João Pessoa) e ainda Sala Augusto Meira Filho (Belém).

Com patrocínio do BNDES, da CAIXA, da Toyota e do Governo Federal através da Lei Rouanet e incentivo do Governo do Estado de Pernambuco através do FUNCULTURA, o XV Virtuosi realiza o II VIRTUOSI DIÁLOGOS promovendo palestras com o jornalista Irineu Franco Perpétuo com o tema “Aprendendo a ouvir Música Clássica” na Livraria Cultura – Paço Alfândega, dias 11, 12 e 13 às 10h. Os interessados poderão se inscrever no site www.virtuosi.com.br. A programação do XV VIRTUOSI será totalmente gratuita.

Olinda – A abertura do festival será em Olinda, no Convento de São Francisco, às 17h do dia 09 de dezembro. Para abrir a programação artística do evento, a produtora Ana Lúcia Altino e o diretor artístico do evento, o Maestro Rafael Garcia, convidaram o Quarteto Radamés Gnatalli, indicado para o Grammy Latino 2012. Serão dois concertos em sequência – Heitor Villa-Lobos e Astor Piazzolla – havendo um intervalo entre os dois quando será servido um pequeno coquetel ao público presente, prática comum nas grandes salas de concerto.

Recife – A programação de música de câmara nesta edição tem novo local. Acontecerá no Teatro Eva Herz da Livraria Cultura – Shopping Rio Mar, no Pina. A programação começa na terça-feira (11/12), das 16h às 18h. Entre os artistas que se apresentarão na série de música de câmara estão os pianistas Walter Cosand (EUA) e Bertrand Giraud (França), a violinista Soh-Hyun Park (Coréia do Sul), a cantora Gabriella Pace, o violoncelista Leonardo Altino e Ensemble São Paulo, entre outros. Destaca-se aqui a apresentação da obra “Enoch Arden” de Richard Strauss para narração e piano, obra inédita aqui na região e que será executada pelo ator Germano Haiut e a pianista Ana Lúcia Altino.

A Série Vicente Fittipaldi que acontece no Teatro de Santa Isabel a partir do dia 11 de dezembro às 20h abriga os principais concertos do festival. O concerto de abertura traz o pianista russo Igor Lovchinsky com obras de Chopin, Prokovief e Gershwin. Igor Lovchinsky foi aclamado pela revista Gramophone como uma “estrela do futuro”.

Na quarta-feira, 12 de dezembro, às 20h, o Virtuosi apresenta duas obras centenárias que marcaram a história da música ocidental. A obra “Três vezes sete poemas do Pierrot Lunaire de Albert Giraud” ou simplesmente Pierrot Lunaire Op.21 é um ciclo de canções composto por Arnold Schönberg com base num conjunto selecionado de 21 poemas da tradução em alemão realizada por Erich Hartleben do ciclo de poemas homônimo de Giraud. A estréia da obra aconteceu em 16 de outubro de 1912. A composição foi feita em estilo atonal, fazendo com que a solista soprano cantasse os poemas em “Sprechgesang”, técnica vocal que mescla cantar e falar no mesmo ritmo. O Prélude à l’après-midi d’un faune, Poema Sinfônico composto por Claude Debussy entre 1892 e 1894, baseado no poema de Stephane Mallarmé. A obra é considerada por alguns críticos como o marco inicial da música moderna. Vale lembrar que a música de Debussy inspirou o balé criado por Vaslav Nijinski em 1912.

Na quinta-feira, 13 de dezembro, às 20h, o CONCERTO BNDES oferece um programa dedicado ao homenageado Luiz Gonzaga. Toninho Ferragutti, “um dos maiores acordeonistas do mundo” segundo Hermeto Pascal, apresenta músicas de seu CD “Nem Sol nem Lua”. Na segunda parte do programa será apresentada a obra “A coragem e a cara – Memorial Musical de Luiz Gonzaga”, encomendada pelo Virtuosi aos compositores Eli-Eri Moura e Marcílio Onofre e que teve sua estreia durante o Virtuosi Gravatá 2012. A obra composta para ator, viola, acordeom, coral e orquestra de cordas tem texto de Tarcísio Pereira.

Na sexta-feira 14 de dezembro, às 20h, com o tema “Mozart para sempre”, a Orquestra Virtuosi se apresenta sob a regência do Maestro Rafael Garcia tendo como solistas o oboísta Joel Gisiger, a cantora Gabriella Pace e o pianista Walter Cosand. No sábado 15 de dezembro, às 20h, para comemorar os 15 anos de sucesso do VIRTUOSI a Orquestra Virtuosi sob regência do Maestro Rafael Garcia o violoncelista pernambucano Leonardo Altino como solista da Orquestra Virtuosi na execucão de duas grandes obras para cello e orquestra: as Variações sobre um tema Rococó e o famoso concerto para violoncello e orquestra de Dvorak.

O festival se despede no domingo, 16 de dezembro com dois espetáculos. O primeiro às 17h traz o recital de piano a 4 mãos com os pianistas Walter Cosand & Bernard Giraud. O Segundo espetáculo sera às 19h com o grande violinista russo Ilya Gringolts. Vencedor do Concurso Paganini, Gringolts apresenta um recital histórico. No mesmo concerto o violinista executará os 24 Caprichos de Paganini para violino solo. Esta obra única tornou-se a base da técnica do violino virtuoso.

O VIRTUOSI 2012 conta com patrocínio do BNDES, CAIXA, Toyota e Excelsior Seguros, incentivo do Governo do Estado de Pernambuco através do FUNCULTURA e apoio da Prefeitura de Olinda, Prefeitura do Recife, Prefeitura de João Pessoa, CEPE, Revista Continente, Livraria Cultura, Rede Globo Nordeste, UFPB, Fundação Amazônica de Música e Dorisol Grand Hotel Recife.

 

Ministério da Cultura & BNDES apresentam

XV VIRTUOSI

Rafael Garcia, diretor artístico

09 a 16 de dezembro de 2011

Homenagem ao centenário do compositor Luiz Gonzaga [1912-1989]

 

PROGRAMAÇÃO
II VIRTUOSI DIÁLOGOS

RECIFE | PE – LIVRARIA CULTURA – PAÇO ALFÂNDEGA

Dias 11, 12 e 13 – 10h

Aprendendo a ouvir a Música Clássica

Talks com Irineu Perpétuo
OLINDA|PE – CONVENTO DE SÃO FRANCISCO

09 | DOMINGO

17h QUARTETO RADAMÉS GNATALLI

HEITOR VILA-LOBOS

18h QUARTETO RADAMÉS GNATALLI

ASTOR PIAZZOLLA

 

JOÃO PESSOA|PB – SALA DE CONCERTOS RADEGUNDIS FEITOSA

14|SEXTA

20h RHAPSODY IN BLUE

IGOR LOVCHINSKY, PIANO

15|SÁBADO

20h RECITAL DE PIANO A 4 MÃOS

WALTER COSAND & BERTRAND GIRAUD

 

BELÉM|PA – ArtDoce HALL

17| SEGUNDA

20h RHAPSODY IN BLUE

IGOR LOVCHINSKY, PIANO

18|TERÇA

20h VICTOR DE ALMEIDA, VIOLA

 

RECIFE | PE – LIVRARIA CULTURA – SHOPPING RIO MAR

11 | TERÇA
16h BENJAMIN SUNG, VIOLINO
17h AS SONATAS DE BRAHMS PARA VIOLINO
SOH-HYUN PARK & WALTER COSAND

12| QUARTA
16h VICTOR DE ALMEIDA, VIOLA
17h R. STRAUSS – ENOCH ARDEN
ANA LUCIA ALTINO & GERMANO HAIUT

13| QUINTA
16h GABRIELLA PACE, SOPRANO
KIM BAK DINITZEN, CELLO
WALTER COSAND, PIANO
17h DUO & TRIO
TOLGA ALPAY, YANNOS MARGAZIOTIS,
LEONARDO ALTINO, WALTER COSAND

14| SEXTA
16h ENSEMBLE SÃO PAUO & BERTRAND GIRAUD
17h LEONARDO ALTINO, CELLO

 

SÉRIE VICENTE FITTIPALDI

RECIFE | PE – TEATRO DE SANTA ISABEL

11| TERÇA

20h RHAPSODY IN BLUE
IGOR LOVCHINSKY

12| QUARTA

20h SCHÖNBERG & DEBUSSY
UMA CELEBRAÇÃO

13| QUINTA

20h CONCERTO BNDES
HOMENAGEM A LUIZ GONZAGA

14| SEXTA
20h MOZART PARA SEMPRE

15| SÁBADO
20h 15 ANOS DE VIRTUOSI!

TCHAIKOWSKY & DVORAK
ORQUESTRA VIRTUOSI
LEONARDO ALTINO, cello
RAFAEL GARCIA, regente

16| DOMINGO

17h WALTER COSAND & BERTRAND GIRAUD

19h VIVA PAGANINI!

ILYA GRINGOLTS, violino

 

Direção Geral: ANA LÚCIA ALTINO
Direção Artística: RAFAEL GARCIA
Realização: VIRTUOSI SOCIEDADE ARTÍSTICA
Produção: VIRTUOSI SOCIEDADE ARTÍSTICA
Assessoria de imprensa: COQUETEL MOLOTOV | www.coquetelmolotov.com.br
Criação gráfica: DANIELA HASSE

I VIRTUOSI SÉCULO XXI

O Ministério da Cultura e o BNDES apresentam o I VIRTUOSI SÉCULO XXI que se realiza nos dias 9, 10 e 11 de outubro na cidade do Recife. Com patrocínio do BNDES, da CAIXA e do Governo Federal através da Lei Rouanet, o evento acontece na Caixa Cultural, localizada no bairro do Recife Antigo. O festival conta ainda com o apoio da CEPE, Revista Continente, Folha de Pernambuco e Pro-Helvetia.

O Festival de música contemporânea, primeiro a ser realizado em Pernambuco, tem direção artística de Rafael Garcia, coordenadoria de Ana Lúcia Altino e curadoria do compositor paraibano Eli-Eri Moura. O evento promete ser um dos mais destacados no País este ano, pois trará um dos maiores nomes da música contemporânea no cenário internacional, o compositor francês Tristan Murail, que além de palestra, ministrará três oficinas de composição. Outros importantes compositores com atuação no Brasil e no exterior também participarão como palestrantes do Festival. São eles: Marlos Nobre (PE), João Pedro Oliveira (Portugal/MG), Harry Crowl (PR), Roberto Victorio (MT) e Eli-Eri Moura (PB). Além desses, outro compositor internacional, o sueco Ramon Anthin, ministrará workshop de música contemporânea. O Festival ainda incluirá um workshop sobre interpretação da música contemporânea para violino, pelo violinista suíço Egidius Streiff, especialista da área.

O Virtuosi Século XXI visa valorizar e estimular a produção, divulgação e o registro da música expressa em uma linguagem contemporânea, especialmente aquela escrita por compositores brasileiros, em particular do Nordeste; abrir caminho para que um amplo público local trave os primeiros contatos com uma variada gama de linguagens musicais e processos composicionais, próprios da música do século XXI. Ainda pretende promover um intercâmbio entre artistas locais e de outras regiões do país promovendo a atualização quanto às linguagens musicais contemporâneas.

O festival está dividido em três segmentos: mostra de música contemporânea, série de encontros entre compositores e comunidade em geral e oficina de composição. A mostra de música contemporânea compreende três concertos com a participação do violinista suiço Egidius Streiff, o Grupo Sonantis da UFPB, a Orquestra do Festival sob a direção do Maestro Rafael Garcia e o quinteto de sopros sueco Gotlands Blasarkvintett. Os concertos serão realizados sempre às 20h com entrada franca. Na programação dos concertos serão apresentadas obras dos compositores brasileiros Harry Crowl, Marlos Nobre, Roberto Victorio, Eli-Eri Moura, Marcilio Onofre, Edino Krieger assim como de Villa-Lobos e Lorenzo Fernandes. A mostra também apresenta obras de compositores estrangeiros tais como Tristan Murail (França), Ramon Anthin (Suécia), João Pedro de Oliveira (Portugal), Heidi Baader-Nobs e Michele Rusconi (Suiça), Arthur Lourié (Rússia), entre outros.

A série de encontros entre compositores e comunidade em geral acontece de 9h às 11:30 e de 13h às 15:30 no prédio da Caixa Cultural. Esses encontros visam exposições e debates sobre o pensamento musical no Século XXI e sobre os vários aspectos da música atual, incluindo sua criação, interpretação e percepção. As inscrições são gratuitas e poderão ser feitas no site www.virtuosi.com.br.

A oficina de composição terá como professor o compositor francês Tristan Murail, um dos principais fundadores da música spectral. Nascido em Le Havre, Tristan Murail formou-se na Escola de Línguas Orientais Vivas. Foi aluno de Olivier Messiaen. Fundou o coletivo musical L’Itineraire que se tornaria um laboratório precioso para sua investigação no domínio da composição instrumental, o uso da electronica ao vivo e assistido por computador. Tristan Murail foi recentemente nomeado professor de composição da Universidade Mozarteum de Salzburg. As inscrições também estão abertas no site do virtuosi.

O festival ainda promove três workshops. No dia 09 será o workshop do violinista suiço Egidius Streiff sobre a interpretação da música contemporânea para violino. O compositor sueco Ramon Anthin oferece dois workshops sobre música contemporânea e finalmente o quinteto de sopros Gotlands Blasarkvintett estará ministrando uma master class para alunos de flauta, oboe, clarinete, fagote e trompa. O horário das master classes sera divulgado no site do virtuosi.com.br.

No ano do centenário do compositor americano John Cage o festival não poderia deixar de homenageá-lo e para isso a Orquestra do Festival estará apresentando uma de suas obras mais famosas – 4’33” (quarto minutos trinta e tres segundos).

A participação nas palestras e nas oficinas é gratuita. No entanto, será necessário fazer inscrição para as mesmas através do site virtuosi.com.br, a partir de 20 de setembro de 2012, considerando que haverá aproximadamente 70 lugares disponíveis em cada oficina/palestra. No caso específico da oficina de composição por Tristan Murail, três dos participantes poderão apresentar uma peça, cada, para ser discutida com o ministrante, de acordo com os critérios explicados no site.

I VIRTUOSI SÉCULO XXI
Dias 9, 10 e 11 de outubro de 2012
CAIXA CULTURAL
Rua Alfredo Lisboa, 505
Entrada Franca
Informações: 3363 0138

XIV VIRTUOSI SE DIVIDE ENTRE OLINDA, RECIFE E JOÃO PESSOA

O Ministério da Cultura e o BNDES apresentam o XIV VIRTUOSI – Festival Internacional de Música de Pernambuco que, pelo segundo ano consecutivo, se divide entre o Teatro de Santa Isabel, Recife, Igreja da Sé, em Olinda, e a Igreja de São Francisco, em João Pessoa e pela primeira vez se estende para Belém do Pará.

De 06 a 18 de dezembro, o festival, que dedica esta edição aos compositores Franz Liszt e Gustav Mahler, mantém a tradição de trazer grandes nomes internacionais. Tendo como foco a “Educação”, o VIRTUOSI inicia suas atividades com o VIRTUOSI DIÁLOGOS – A Música Contemporânea no Nordeste – série de “talks” com compositores nordestinos entre eles Antonio Madureira, Eli-Eri Moura, Liduino Pitombeira, Nelson Almeida que se realizará na Livraria Cultura com apresentação de obras dos compositores pelo grupo Sonantis. Igualmente serão realizadas Master Classes com professores convidados de cordas e de trombone.Interessados poderão se inscrever no www.virtuosi.com.br. A programação do XIV VIRTUOSI será totalmente gratuita.

Olinda – A abertura do festival será em Olinda, na Igreja da Sé, às 18h do dia 10 de dezembro. Para abrir a programação artística do evento, a produtora Ana Lúcia Altino e o diretor artístico do evento, o Maestro Rafael Garcia, convidaram o violoncelista Leonardo Altino, que apresenta pela primeira vez no nordeste as Seis Suítes de Johann Sebastian Bach para cello solo. Serão dois concertos seguidos com intervalo entre os dois quando será servido um pequeno coquetel ao público presente, prática comum nas grandes salas de concerto. No dia 11 de dezembro, às 16h, o festival escalou o grupo Cellos da UFRN & Percumpá. Em seguida às 18h o conjunto dinamarquês Arild Kvartetten se apresenta seguido às 20h pelo grupo alemão Trombone Unit Hannover.

Recife – A programação do Teatro de Santa Isabel se divide entre as tradicionais séries Salão Nobre e Vicente Fittipaldi. A Série Salão Nobre, que acontece de 13 a 16 de dezembro, às 17 e 18h, abre seu programa com o lançamento do CD “POEMA” do violoncelista Leonardo Altino. Com patrocínio da Petrobras e incentivo do FUNCULTURA, o CD traz a obra completa para violoncelo do compositor pernambucano Marlos Nobre. A programação segue com a apresentação do Quinteto da Paraíba. Abrindo a tarde do dia 14, o festival em parceria com o Consulado Geral da França apresenta o cravista Ronan Khalil e a mezzo Maïlys de Villoutreys que realizarão um programa com obras barrocas. Nos dias 14, 15 e 16 será também apresentado o Ciclo Brahms com os pianistas Victor Asuncion e Peter Laul, violinistas Simon Gollo e Benjamin Sung, violista Rafael Altino, cellista Katarina Bundgaard, trompista Luiz Garcia, Arild Kvartetten, Ensemble São Paulo e clarinetista Carlos Rieiro.

A partir da terça-feira, 13 de dezembro, às 20h, o XIV VIRTUOSI inicia sua Série Vicente Fittipaldi, que abriga os principais concertos do festival. O concerto de abertura reúne a Orquestra Virtuosi sob a direção do Maestro Rafael Garcia e solistas que juntos oferecem um programa inusitado. Na primeira parte serão apresentados cinco concertos para violino e orquestra do compositor barroco Antonio Vivaldi, tendo como solista o violinista francês de origem russa Anton Martynov. Nesta noite, Martynov apresentará dois concertos do compositor italiano desconhecidos do público e descobertos em Viena recentemente pelo violinista que diz “não ter dúvidas quanto a autenticidade”. Em seguida, o trombonista Christian Lindberg apresenta sua obra Ero Arctic para trombone alto e orquestra de cordas.

Na quarta-feira, 14 de dezembro, às 20h, o festival apresenta o grupo alemão Trombone Unit Hannover que, formado por oito trombonistas, recebeu recentemente o primeiro prêmio no Deutschen Musikwettbewerben 2011 e apresentará um programa especialmente elaborado para o festival. O famoso trombonista sueco Christian Lindberg participa também da programação.

Na quinta-feira, 15 de dezembro, às 20h, o festival oferece um programa bastante diversificado e criativo. Obras de Christian Lindberg, Friedrich Gulda e Franz Liszt compõem o concerto. De Lindberg será apresentado o concerto para viola e orquestra intitulado Steppenwolf, obra escrita para o violista brasileiro Rafael Altino sob encomenda da Orquestra Sinfônica de Odense, Dinamarca. O concerto foi estreado em outubro e será apresentado em primeira audição nas Américas. Em seguida, o violoncelista Leonardo Altino será solista do concerto para cello e jazz band do compositor austríaco Gulda. A noite segue a programação com o concerto nº 2 de Liszt para piano e orquestra que terá como solista o pianista Peter Laul.

Na sexta-feira 16 de dezembro, às 20h, tem inicio o II VIRTUOSI PELA PAZ. A maratona musical inicia com apresentação da Cantata Bruta pela Orquestra de Câmara da Cidade de João Pessoa – OCCJP, Coro Sonantis, solistas, declamadores, sons eletrônicos sob a regência de Eli-Eri Moura, um dos compositores da obra. A Cantata Bruta aborda o tema da violenta vida contemporânea, a partir de uma seleção de histórias integrantes d’A Gigantesca Morgue, série de 126 minicontos que faz parte do livro História Universal da Angústia de W.J.Solha. Ela é o resultado de um trabalho coletivo de seis compositores que atuam em João Pessoa e são dedicados ao desenvolvimento de uma linguagem musical pertencente aos nossos dias – Didier Guigue, Eli-Eri Moura, J. Orlando Alves, Marcílio Onofre, Valério Fiel e Wilson Guerreiro. Escrever a Cantata sobre o texto de Solha foi a forma que encontraram para homenagear o aniversário de 70 anos do autor, e, ao mesmo tempo, transcender o universo da música abstrata, tocando num tema real e perturbador da sociedade atual.

A maratona musical segue no sábado dia 17 a partir das 14h da tarde com o recital do violinista Benjamin Sung (EUA) acompanhado pela pianista Jihye Chang, seguido pelo Duo Inviolata (Dinamarca), recital da pianista Jihye Chang (Coréia), do acordeonista Alexander Hrustevich (Rússia) e apresentação dos Quartetos para piano e cordas de Gustav Mahler e Johannes Brahms com Victor Asuncion, piano; Anton Martynov, violino; Rafael Altino, viola e Leonardo Altino, cello.

A partir das 20h do sábado 17 de dezembro, o XIV VIRTUOSI presta homenagem ao compositor Gustav Mahler apresentando entre outras a obra “Das Lied Von der Erde” (A Canção da Terra), sinfonia para tenor, alto e orquestra com arranjo de Schoenberg para conjunto de câmara. É a primeira vez que a obra será apresentada no nordeste e conta com a participação dos cantores russos Alexander Timchenko (tenor) e Regina Rustamova (mezzo), ambos do Teatro Mariinsky de São Petersburgo.

O festival se despede no domingo, 18 de dezembro a partir das 15h, com o Virtuosinho que conta com a participação da Orquestra Meninos do Coque sob a regência do Maestro Lanfranco Marcelletti, seguido pelo Festival Liszt com os pianistas Victor Asuncion, Jihye Chang e Peter Laul. Para encerrar a programação, o festival escalou o grupo francês Le Quatuor Caliente, especialista na música do compositor argentino Astor Piazzolla.

O VIRTUOSI 2011 conta com patrocínio do BNDES, Chesf, Excelsior Seguros, apoio do Governo do Estado de Pernambuco, Empetur, Prefeitura de Olinda, Consulado Geral da França no Recife, CEPE, Revista Continente, Folha de Pernambuco, Livraria Cultura e Dorisol Recife Grand Hotel.