RAFAEL ALTINO LANÇA SEU PRIMEIRO DISCO NO IV VIRTUOSI SÉCULO XXI

Rafael Altino - site

Violista principal da Sinfônica de Odense, Dinamarca, Rafael Altino vai lançar seu primeiro disco solo dentro da programação do XVIII Virtuosi, no IV VIRTUOSI SÉCULO XXI. O CD “Viola a Rafael” possui incentivo do Funcultura e ganha uma apresentação ao vivo no dia 10 de dezembro às 19h30 no Teatro Eva Herz no Shopping Rio Mar com entrada gratuita.

Rafael Altino começou seus estudos musicais com seu pai Rafael Garcia aos 9 anos. Aos 17 anos mudou-se para os Estados Unidos onde recebeu os diplomas de Bacharel pelo NEC, Boston e Mestre pela Juilliard School. Participa em festivais internacionais e concertos, em vários países tais como Brasil, França, Grécia, Japão, Noruega, Espanha, Suécia, Taiwan e Estados Unidos, entre outros. Ensina nas Academias de Música Carl Nielsen, Odense e Malmö, Suécia. Toca numa viola francesa do final de 1700 de autor desconhecido com um arco James Tubbs cedidos pelo Instrumentfonden da Sinfônica de Odense.

XVIII VIRTUOSI
TEATRO EVA HERZ | SHOPPING RIOMAR
10 | QUINTA – 19h30
RAFAEL ALTINO, viola
Lançamento do CD VIOLA A RAFAEL
Entrada Gratuita

XVIII VIRTUOSI REALIZA CONCERTOS NO BRASIL, ARGENTINA E URUGUAI

ORQUESTRA VIRTUOSI (Foto - Caroline Bittencourt)

ORQUESTRA VIRTUOSI (Foto – Caroline Bittencourt)

O Ministério da Cultura e o BNDES apresentam o XVIII VIRTUOSI – Festival Internacional de Música de Pernambuco que ocorre de 09 a 20 de dezembro não apenas no Nordeste brasileiro, mas ainda na Argentina e Uruguai com uma programação que se caracteriza pela excelência de seu repertório e de sua execução em peças clássicas e contemporâneas. Pelo sexto ano consecutivo, o VIRTUOSI acontece em diferentes localidades além do Recife, indo neste ano a Buenos Aires, Montevidéu, Olinda, João Pessoa, Campina Grande e Fortaleza. Um outro destaque na programação é o primeiro concerto do evento no Alto José do Pinho no programa “A música clássica sobe o morro” no dia 19 de dezembro.

O VIRTUOSI 2015 conta com patrocínio do BNDES, CHESF, STN, Excelsior Seguros, incentivo da Prefeitura Municipal do Recife e apoio do Consulado Americano, Consulado da França, FUNJOPE, Museu dos Três Pandeiros, CEPE, Livraria Cultura, UFPB, Dragão do Mar e Dorisol Grand Hotel Recife.

[Clique aqui para ver a programação completa]

Contemporânea – Neste ano, o IV VIRTUOSI SÉCULO XXI antecede a programação do XVIII VIRTUOSI, mantendo a tradição de trazer grandes nomes internacionais na música contemporânea para conversar com os instrumentistas locais apresentando novas peças ao vivo. Com patrocínio do BNDES e Governo Federal através da Lei Rouanet, e com incentivo da Prefeitura do Recife, o IV VIRTUOSI SÉCULO XXI acontece de 09 a 11 de dezembro trazendo o compositor húngaro Dániel Péter Biró, o polonês Zaid Jabri e os brasileiros Flo Menezes, Alfredo Barros, José Orlando e Pauxy Gentil-Nunes.

Dedicado à música contemporânea com a curadoria do compositor Marcilio Onofre, o IV VIRTUOSI SÉCULO XXI realiza palestras e masterclasses no Instituto JCPM e concertos no Teatro Eva Herz. Na programação estão o grupo IAMAKÁ com o Oratório Profano “Stella Splendens” de Eli-Eri Moura, o violonista Daniel Murray e o violista Rafael Altino que lança na ocasião seu CD “Viola a Rafael” incentivado pelo Funcultura.

Concertos – A abertura do XVIII VIRTUOSI acontece simultaneamente em Olinda e Buenos Aires. No dia 13 de dezembro, às 18h, o Convento de São Francisco em Olinda recebe The Harlem Quartet (EUA), que apresenta um programa bem variado com obras de Beethoven, Mendelssohn, Turina, Tom Jobim, Dizzy Gillespie e Chick Corea.

Enquanto isso, pela manhã, na Usina del Arte em Buenos Aires, a Orquestra Virtuosi sob a regência de Rafael Garcia se apresenta na Argentina pela primeira vez com um repertório que traz obras de Dvorak, Haydn, Proto, Ernani Aguiar e a primeira audição da obra Armoriatika de Eli-Eri Moura, que reflete um caleidoscópio musical envolvendo recorrentes paisagens sonoras baseadas em materiais do cancioneiro brasileiro e da região nordestina em particular. Dois dias depois, a Orquestra Virtuosi segue para Montevidéu no Uruguai, onde se apresenta na Sala Nelly Goitiño del Sodre no dia 15. Serão solistas nesta turnê o flautista Horacio Massone, o violinista Yehezkel Yerushalmi, o violista Rafael Altino e o violoncelista Leonardo Altino.

De volta ao Recife, a programação do VIRTUOSI prossegue nos dias 15 e 16 com concertos de câmara na Ordem Terceira de São Francisco do Recife. O Trio de Cordas com membros do Quarteto Carlos Gomes (SP) se apresenta no dia 15. No dia 16, é a vez da apresentação da Orquestra Jovem de Pernambuco que terá como solista e diretora a violinista inglesa Priya Mitchell. O evento tem início às 19h e a entrada é 1 Kg de alimento não perecível.

Harlem Quartet

Harlem Quartet

O Teatro de Santa Isabel abriga a Série Vicente Fittipaldi com as principais apresentações do festival a partir do dia 17 às 20h com The Harlem Quartet, grupo originalmente formado pelos vencedores do Sphinx Competition para instrumentistas de cordas negros e latinos. O quarteto venceu o Grammy em 2013 com o CD “Mozart goes dancing” e vem ao Recife pela primeira vez.

Na sexta-feira, 18 de dezembro, às 20h, a Orquestra Virtuosi se apresentará sob a regência do Maestro Rafael Garcia tendo como solistas o violinista Benjamin Sung, o violista Rafael Altino, o violoncelista Leonardo Altino, e Catalin Rotaru. Será apresentada pela primeira vez no Brasil a obra Armoriatika para viola, cello e cordas. A obra foi encomendada pelo festival Virtuosi e é de autoria do compositor paraibano Eli-Eri Moura em homenagem aos 45 anos da música armorial. O título faz referência ao Movimento Armorial, que nos anos de 1970 levou para as salas de concerto os instrumentos típicos e a música tradicional dos estados de Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte.

O grupo francês Quatuor Caliente celebra seus 15 anos de atividade no sábado, 19 de dezembro, às 20h no Recife, com o apoio do Consulado Geral da França no Recife. No dia 16, o grupo realiza um concerto em Campina Grande. A história do grupo começou no ano 2000 quando quatro jovens músicos apaixonados pelo Novo Tango se reuniram. Rapidamente, o grupo começou a se apresentar na França e no exterior. Vencedor do Piazzolla Music Award em Milão, o grupo gravou seu primeiro CD e a partir dai não parou mais de crescer.

Neste ano, o festival pela primeira vez “sobe o morro” apresentando o CONCERTO BNDES na comunidade do Alto José do Pinho. Será também a primeira vez que a comunidade recebe um concerto de música clássica ao vivo. O programa “A Música Clássica Sobe o Morro” ocorre às 19h do dia 19 de dezembro com a Orquestra Jovem de Pernambuco sob a regência do Maestro Rafael Garcia ao lado de vários solistas e artistas nacionais e internacionais. Formada em 1940 por trabalhadores da antiga Fábrica da Macaxeira, o Alto José do Pinho é um centro de cultura popular com maracatus, reisados, blocos carnavalescos, artes cênicas e outras expressões populares.

O festival se despede do Recife no domingo (20) às 18h com o recital da pianista armênia Marianna Schrinyan. Ela como “Steinway Artist” e vencedora de cinco prêmios no ARD International Music Competition em Munique, Marianna Schrinyann desenvolve uma grande carreira internacional. É artista convidada de muitos festivais, entre eles Schleswig-Holstein, Schwetzinger Festspiele e MDR Summer Music Festival, entre outros. É considerada uma das pianistas mais importantes de seu tempo e é solista das orquestras de Oslo, Helsinki, Copenhagen, Tapiola, Göteborg e Norrköping. Desde 2014 Marianna é professora do Norwegian Music Academy em Oslo.

Priya Mitchell

Priya Mitchell

Logo em seguida, às 19h, o VIRTUOSI se despede com o recital da violinista inglesa Priya Mitchell e a pianista Marianna Shirinyan. A violinista Priya Mitchell estudou com Zachar Bron na Alemanha. Foi solista de várias orquestras tais como Filarmônica Russa, BBC Philharmonic, Sinfonia Varsova, Symphony Hall Birmingham, Orquestra Sinfônica da BBC. É diretora do Oxford Chamber Music Festival, Inglaterra.

Fortaleza – The Harlem Quartet será a atração da etapa cearense do festival Virtuosi em Fortaleza no dia 15 de dezembro às 20h no Auditório do Centro Cultural Dragão do Mar. A vinda do Harlem Quartet ao Brasil está sendo possível através do apoio do Consulado Americano no Recife.

Campina Grande – O VIRTUOSI apresenta também um concerto na cidade de Campina Grande com o apoio do Museu dos Três Pandeiros. O concerto do grupo francês Quatuor Caliente ocorre no dia 16 de dezembro às 20h no Museu.

João Pessoa – Durante a semana de concertos em Pernambuco, o VIRTUOSI vai para Paraíba e apresenta um concerto especial na cidade de João Pessoa. Com apoio da FUNJOP e UFPB, a Sala Radegundis Feitosa recebe a pianista Marianna Schrinyann e a violinist Priya Mitchell no dia 17 de dezembro, às 20h.

XVIII VIRTUOSI
Direção Artística: RAFAEL GARCIA
Coordenação: ANA LUCIA ALTINO
Realização: VIRTUOSI SOCIEDADE ARTÍSTICA LTDA
Produção: CODA
Assessoria de imprensa: COQUETEL MOLOTOV
www.coquetelmolotov.com.br
Criação gráfica: MOLHO | BUFFALO
Mais informações: (81) 3363-0138

VII VIRTUOSI DE GRAVATÁ: 15 a 19 de julho de 2015

VIRTUOSI PROMOVE CINCO DIAS DE CONCERTOS E RECITAIS EM GRAVATÁ COM CONVIDADOS INTERNACIONAIS

Apresentado pela Prefeitura de Gravatá, a charmosa cidade do Agreste Pernambucano recebe pelo sétimo ano consecutivo uma fina programação musical com instrumentistas de alta qualidade. Com direção musical do maestro Rafael Garcia, o VII Virtuosi de Gravatá acontece entre os dias 15 e 19 de julho na Igreja Matriz de Sant’Ana com entrada gratuita. A sétima edição do festival concentra-se em cinco dias e apresenta seis concertos.

Diversos recitais estão programados para o festival, que apresenta pela primeira vez no Brasil, espetáculos com a pianista Daria Kiseleva, vencedora do Concurso Internacional BNDES de Piano 2014, o acordeonista ucraniano Alexander Hrustevich, o violinista chileno Freddy Varela, o violista argentine Adrián Felizia, o violoncelista búlgaro Stanimir Todorov, os pianistas norte-americanos Michael & Jamie Gurt, o contrabaixista venezuelano Edicson Ruiz e o Duo Paula Bujes & Pedro Huff com violino e violoncelo.

Uma das características do Virtuosi é a preocupação em mostrar talentos da música de concerto que possuem grande precisão na execução até de obras consideradas difíceis. As atrações convidadas já conquistaram prêmios internacionais em diferentes categorias e instituições, garantindo um prestígio ainda maior ao evento. Com isso, assim como ocorre nos anos anteriores, a expectativa é de sessões lotadas, com a presença até de público de outras cidades vindo prestigiar o festival em Gravatá.

O Virtuosi recebe ainda bolsistas instrumentistas de cordas de Pernambuco, Paraíba, Rio de Janeiro, São Paulo, e outros estados que, além de integrar a orquestra do festival, também recebem aulas de professores como o violinista Freddy Varela; o violista Adrián Felizia; o violoncelista búlgaro Stanimir Todorov, além do contrabaixista venezuelano Edicson Ruiz.

A programação tem início na quarta feira (15) às 20h na Igreja Matriz de Sant’Ana com o famoso acordeonista ucraniano Alexander Hrustevich, fenômeno do instrumento que vem ao Brasil também para participar do Festival Internacional de Sanfona. Na quinta (16) às 20h, um programa de música de câmara com a participação dos dois duos: Paula Bujes & Pedro Huff, Michael & Jamie Gurt.

O festival recebe na sexta (17) às 20h o recital Schumann & Brahms apresenta dois quartetos para piano e cordas com participação do violinista Freddy Varela, do violista Adrián Felizia, do violoncelista Stanimir Todorov e do pianista Michael Gurt. No sábado (18) às 11h da manhã, será a vez do Duo de piano Michael & Jamie Gurt subir ao palco. À noite, às 20h, a Orquestra Jovem de Pernambuco sob a regência do Maestro Rafael Garcia apresenta um programa de concertos com solistas com obras de Vivaldi, Weber, Max Bruch, Bottesini, Schubert.

O encerramento do festival ocorre no domingo (19) às 11h com a pianista russa Daria Kiseleva, vencedora do Concurso Internacional BNDES de Piano 2014. No programa obras de Brahms, Ravel, Albeniz e Prokovief.

O VII Virtuosi de Gravatá tem patrocínio da Prefeitura de Gravatá e conta com o apoio da COPERGÁS e HOTEL VILA-HÍPICA.

VII VIRTUOSI DE GRAVATA
15 – 19 de julho
Igreja Matriz de Sant’Ana
Entrada gratuita

Quarta 15.07 – 20h
Alexander Hrustevich (acordeon)

Quinta 16.07 – 20h
Recital de Música de Câmara
Homenagem aos 150 anos do compositor Carl Nielsen

Paula Bujes (violino)
Pedro Huff (violoncelo)
Jamie Gurt (piano)
Micahel Gurt (piano)

Sexta 17.07 – 20h
Schumann & Brahms

Freddy Varela (violino)
Adrián Felizia (viola)
Stanimir Todorov (violoncelo)
Michael Gurt (piano)

Sabado 18.07
11h – Micahel & Jamie Gurt

20h – Orquestra Jovem de Pernambuco & Solistas
Rafael Garcia, regente
Freddy Varela (violino)
Adrián Felizia (viola)
Stanimir Todorov (violoncelo)
Edicson Ruiz (contrabaixo)

Domingo 19.07
11h – Daria Kiseleva (piano)
Vencedora do Concurso Internacional BNDES de Piano de 2014

VIRTUOSI BRASIL CHEGA A SUA DÉCIMA PRIMEIRA EDIÇÃO

O Ministério da Cultura e CORREIOS apresentam o XI VIRTUOSI BRASIL. O festival que chega a sua décima primeira edição vem investindo na divulgação do trabalho de intérpretes e compositores da música nacional de concerto. A décima primeira edição do evento acontece entre os dias 07 e 10 de maio no Teatro Luiz Mendonça, no Parque Dona Lindu – Recife.

Os destaques do festival neste ano são o pianista Cristian Budu (vencedor do Concurso Clara Haskil na Suíça – 2013), o Grupo Pau Brasil, o Quarteto de Cordas Carlos Gomes e o Duo Flauta & Violão de Rogério Wolf e Paulo Porto Alegre. Todos os concertos são gratuitos e começam às 19h. Os ingressos estarão disponíveis para o público duas horas antes do espetáculo na bilheteria do teatro.

O XI VIRTUOSI oferece ao público pernambucano uma variedade de obras de compositores brasileiros tais como Villa-Lobos, Nepomuceno, Gnatalli, Villani Côrtes, Paulo Porto Alegre, Nelson Ayres, Ary Barroso e Antonio Carlos Jobim, além de compositores estrangeiros como Piazzolla, Chopin, Scriabin e Debussy.

PAU BRASIL - VIRTUOSI GAL 1

Atrações – A abertura do festival acontece no dia 07 de maio, sob responsabilidade do GRUPO PAU BRASIL. Nelson Ayres, Rodolfo Stroeter, Paulo Bellinati, Teco Cardoso e João Fideles integram o grupo que vem atuando como uma das mais destacadas formações da música instrumental contemporânea do Brasil. Com uma carreira nacional e internacional estabelecida desde a década de 80, o grupo promove uma sonoridade única, passeando entre o primitivo e o contemporâneo.

A capacidade de improvisação de seus integrantes, além da referência brasileira permanente, fazem do Pau Brasil um dos patrimônios vivos da música nacional. O grupo cativa os ouvintes através de uma música que é original, viva e bem humorada. Ao longo de seus trinta anos de existência, o Pau Brasil traz em seu currículo apresentações nos mais renomados festivais e teatros do Brasil, além de inúmeras turnês e apresentações pela Europa, Estados Unidos e Japão.

Dentre os projetos mais recentes do grupo Pau Brasil destacam-se o CD Villa-Lobos Superstar que conta com a participação especial do quarteto de cordas Ensemble SP e do cantor Renato Braz e que ganhou os prêmios de Melhor CD e Melhor Grupo de Música Instrumental no 24º Prêmio da Música Brasileira. A discografia completa do grupo está presente no Caixote Pau Brasil 1982/2012 que contém 8 CDs, 1 DVD e um livro com a história da formação do grupo e sua trajetória nos últimos 30 anos escrito pelo jornalista Carlos Calado.

Virtuosi-Paulo e Rogerio_pb

No dia 08 o destaque é o DUO FLAUTA & VIOLÃO com ROGÉRIO WOLF E PAULO PORTO ALEGRE. Após mais de 25 anos como primeira flauta das melhores orquestras do país como Sinfonica do Estado de São Paulo-OSESP (1981-2001) e Sinfonica Brasileira-OSB (2003-2006), Rogério Wolf atualmente dedica-se a concertos como solista e camerista. O músico é presidente da Associação Brasileira de Flautistas-ABRAF, Professor na Escola Superior de Música da Faculdade Cantareira – SP e Instituto Baccarelli. Como professor convidado já ministrou aulas e masterclasses nos Conservatórios de Genebra e La Chaux-de-Fonds-Suiça, Southern Mississipi University, University of Iowa, EUA, Conservatório de Novossibirsky, Russia e muitas outras instituições. Desde 2005 é convidado a participar no Festival Virtuosi, onde teve oportunidade de apresentar-se em concerto com Antonio Menezes, tocando “Assobio a Jato” de Villa Lobos.

O violonista, compositor e arranjador Paulo Porto Alegre, teve como professores alguns dos maiores mestres de nossa época, como Isaías Sávio, Henrique Pinto e Abel Carlevaro. Foi o vencedor do V Concurso Internacional de Violão Palestrina (1979), III Concurso Internacional de Violão do Festival Villa-Lobos (1984) e recebeu a Première Mention do Concours International de Composition de l’ORTF (Paris – 1986) com a obra “Contrastes I”. Como compositor ganhou relevância nos últimos dez anos a partir da edição de suas obras e arranjos no Brasil e Alemanha. Sua discografia inclui 2 LPs com o Trio OPUS 12 ( Trio de Violões – 1983) e Festival Villa Lobos – 1984 ( Concerto para Violão e Orquestra). Em 1997 lançou seu CD solo “A Queda dos Pássaros” de Música do Século XX para violão e o CD “ Trio” com obras românticas para flauta, viola e violão (com Rogério Wolf e Marcelo Jaffé).

quarteto carlos gomes 2

O festival segue no dia 09 com a participação do QUARTETO DE CORDAS CARLOS GOMES. O grupo tem como seu principal objetivo a divulgação da Música Brasileira, Latino Americana e a música de nosso tempo, além do amplo repertório composto para este gênero. Composto por quatro dos mais importantes músicos do cenário nacional, o Quarteto Carlos Gomes realiza um constante trabalho de pesquisa junto a bibliotecas e museus sobre material nunca gravado e muitas vezes nunca executado. O quarteto é formado por Cláudio Cruz, spalla da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, regente da Orquestra Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo e vencedor do prêmio Grammy Awards, Adonhiran Reis, spalla da Orquestra Sinfônica da UFRJ, professor do Conservatório Brasileiro de Música e ex-spalla da Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto, Gabriel Marin, violista da Orquestra Sinfônica da USP e por muitos anos primeira viola da Orquestra Sinfônica Brasileira, e Alceu Reis, que como primeiro violoncelo liderou as orquestras do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, a Orquestra Sinfônica Brasileira, e também foi vencedor do prêmio Grammy Awards. Apesar do seu pouco tempo de existência, o conjunto vêm surpreendendo o cenário musical e conquistando elogiosas críticas de seus pares.

Cristian Budu

Para encerrar o XI VIRTUOSI BRASIL, no dia 10 de maio, a produção convidou o jovem pianista brasileiro CRISTIAN BUDU. Brasileiro de origem romena, o jovem pianista é considerado um dos expoentes de sua geração. Dotado de uma musicalidade genuína e uma calorosa força de comunicação, sua personalidade artística e sensível pianismo vem sendo internacionalmente reconhecidos. Desde cedo alcançou os primeiros lugares em múltiplos concursos nacionais, como o “Concurso Nelson Freire” e o “Prelúdio”, da TV Cultura. Em 2013, aos 25 anos de idade, tornou-se o primeiro brasileiro vencedor de um dos mais importantes e prestigiados concursos do cenário pianístico internacional, o Concurso Clara Haskil, na Suíça. Com já meio século de existência, o Clara Haskil elege apenas um ganhador por edição e por diversas vezes não houve vencedor. Tal conquista foi considerada pela critica especializada como a mais importante de um pianista brasileiro nos últimos 20 anos.

Dentre as orquestras com quais Cristian Budu já se apresentou, estão a Orquestre de la Suisse Romande, Orquestra Sinfônica Brasileira, Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, Orquestra Sinfônica do Paraná, Orquestra Experimental de Repertório e Orquestra Sinfônica de Sergipe. Em 2000, Cristian conheceu o multi-artista Antônio Nóbrega, que o introduziu ao rico universo dos ritmos e danças brasileiras. Cristian foi aluno do Instituto Brincante por mais de 4 anos, tendo aulas com Rosane Almeida e diversos artistas populares, e lá seu aprendizado foi de grande importância ao seu desenvolvimento artístico.

Concertos-aula – O XI VIRTUOSI BRASIL oferece dois concertos aula nos dias 07 e 08 de maio respectivamente com o GRUPO PAU BRASIL e o DUO FLAUTA & VIOLÃO. Os concertos aula acontecem no no Teatro Luiz Mendonça, durante o ensaio geral dos grupos às 16h. Mais informações podem ser obtidas através do telefone (81) 3363-0138 e no site www.virtuosi.com.br. O XI VIRTUOSI BRASIL conta com o patrocínio do CORREIOS e do Governo Federal através da Lei Rouanet e apoio da Prefeitura do Recife.