jcmartins2

O maestro João Carlos Martins irá reger a Orquestra Virtuosi de Gravatá

A Prefeitura de Gravatá leva à Igreja Matriz de Sant’Ana um dos principais eventos de música de concerto do Brasil. O I Festival VIRTUOSI de Gravatá apresenta performances memoráveis com gênios da música de concerto. Na programação nomes como o do maestro e pianista João Carlos Martins, o violoncelista Antônio Meneses, o flautista Rogério Wolf, o pianista Victor Asuncion, entre vários outros. Produzido pela pianista Ana Lúcia Altino, sob direção artística do maestro Rafael Garcia, o festival acontece durante uma semana, de 07 a 12 de julho, e é aberto ao público.

O concerto de abertura conta com a genialidade e a performance sempre emocionante do maestro João Carlos Martins, 69 anos, que após um nervo rompido na mão direita e do avanço da doença LER, foi obrigado a deixar o piano e passou a se dedicar a regência. Incapaz de segurar a batuta ou virar as páginas das partituras, João Carlos faz um trabalho minucioso de memorizar nota por nota, demonstrando ainda mais seu perfeccionismo e dedicação ao mundo da música. No dia 07 de julho, às 19h, o público presente poderá conferir João Carlos Martins à frente da Orquestra Virtuosi de Gravatá montada especialmente para o festival.

Especialista em Johann Sebastian Bach, João Carlos Martins rege duas peças do compositor. Como solistas destacam-se o flautista Rogério Wolf, considerado um dos mais importantes do país, e o violinista Benjamin Sung, spalla da Orquestra Sinfônica de Fargo-Moorhead e professor das Universidades estaduais de Minnesota e North como o solista da noite. Ainda na noite de abertura, Gravatá tem o privilégio de receber pela primeira vez no Estado o violista Alexandre Razera, dono de um currículo riquíssimo chegando a gravar com a Filarmônica de Berlim, e o violoncelista búlgaro Hrant Parsamian, colecionador de prêmios de importantes da música de concerto pelo mundo.

A obra de Bach volta no segundo dia seguida pelo Concertino para violoncelo e orquestra de cordas do compositor pernambucano Clóvis Pereira dedicado ao também pernambucano Antônio Meneses, o mais célebre violoncelista que o Brasil já teve e um dos convidados mais especiais do I Festival VIRTUOSI de Gravatá. Fechando a programação da segunda noite, peças do austríaco Joseph Haydn, um dos compositores mais importantes do período clássico. O repertório será executado pela Orquestra Virtuosi de Gravatá, sob a regência do maestro Chileno Rafael Garcia que além de Antônio Meneses como solista conta também com o violinista Benjamin Sung e os flautistas Rogério Wolf e Nicole Esposito, Flauta da Ohio Light Opera que se apresenta pela primeira vez em Pernambuco. O concerto tem início às 19h.

No dia 09 de julho, às 19h, a Igreja Matriz de Sant’Ana recebe uma estrela do piano. Conhecido e admirado pelo público recifense, tendo participado de edições passadas do Virtuosi no Teatro de Santa Isabel, o brilhantismo do pianista filipino Victor Asuncion volta a Pernambuco para recital de peças do compositor alemão Robert Schumann e do compositor russo Modest Petrovich Mussorgsky. O dia , também às 19h, traz uma programação com obras clássicas e imortalizadas de Astor Piazzolla e Antonio Vivaldi executadas pela Orquestra Virtuosi de Gravatá, mais uma vez sob a regência do maestro Rafael Garcia, com a participação do violinista Benjamin Sung.

Os concertos do final de semana, 11 e 12 de julho, começam a partir das 11h e não mais às 19h como nos fins de semana. Para a manhã de sábado, O I VIRTUOSI DE GRAVATÁ montou um quarteto de cordas e convidou o virtuosíssimo piano de Victor Asuncion para celebrar a obra de Joseph Haydn que, neste ano, está sendo comemorado em todo mundo. 2009 marca os 200 anos da morte do músico e, por este motivo, os produtores do evento resolveram destacar o compositor austríaco na programação com mais de um dia homenageando sua obra e o sábado do festival será dedicado apenas a ele com a execução de três peças sendo a primeira uma sonata para piano, a segunda para trio de piano, violino e violoncelo e, finalmente, quarteto de cordas.

No domingo, o festival apresenta uma programação diversificada com peças de Mozart, Delibes, Schocker, Enesco, Guarnieri, Fauré e Demersseman. As obras serão executadas em um recital de flautas por Nicole Esposito e Rogério Wolf tendo ao piano Victor Asuncion. Às 17h do domingo, 12 de julho, a Igreja Matriz de Sant’Ana se despede da primeira edição do VIRTUOSI DE GRAVATÁ com clássicos da música de concerto. O concerto de encerramento traz uma programação especial contando mais uma vez com a Orquestra Virtuosi de Gravatá, sob a batuta do maestro Rafael Garcia. Peças de Bach, Mozart e Haydn voltam a serem executadas e obras de Bottesini e Doppler fecham o repertório do evento.

Para a primeira visita do VIRTUOSI em Gravatá, a produtora Ana Lúcio Altino e o maestro Rafael Garcia montaram uma programação rica com convidados que fazem parte da primeira linha dos músicos de concerto do mundo. Será um momento histórico para a cidade e que, com certeza, ficará na memória de todos que comparecerem.

SERVIÇO:

I FESTIVAL VIRTUOSI DE GRAVATÁ
Rafael Garcia, diretor artístico
Igreja Matriz de Sant’Ana07, 08, 09 e 10 de Julho – 19h
11 e 12 de Julho – 11h
Concerto de Encerramento – 12 de julho – 17h.
Entrada Franca