CUSSY DE ALMEIDA [1939 – 2010]

Nasceu em Natal, com apenas 14 anos de idade ingressou na Orquestra Sinfônica do Recife. Em 1958, estabeleceu-se em Paris e teve o privilégio de conviver com o compositor Villa Lobos, que o considerava “um violino de esperança”. Obteve o diploma do Conservatório de Genebra e o prêmio Albert Lulin.Diretor do Conservatório Pernambucano de Música, criou a Orquestra Armorial de Câmera, com a qual realizou mais de 600 concertos no Brasil e gravou quatro discos. Foi solista das melhores orquestras sinfônicas do país e realizou recitais de música de câmera no Brasil, América Central, Estados Unidos e China. É autor de várias obras criadas a partir de pesquisas na música brasileira de raiz, trabalho iniciado em 1969 ao lado dos compositores Clóvis Pereira, Jarbas Maciel, Guerra Peixe e Capiba. Realizou o sonho do Desembargador Nildo Nery da Fonseca, criando no Coque (Recife) a Orquestra Criança Cidadã.

RADEGUNDIS FEITOSA NUNES [1962-2010]

Doutor em trombone performance pela The Catholic University of América, Washington D.C., Mestre pela The Juilliard School de New York e Bacharel pela Universidade Federal da Paraíba, nasceu em Itaporanga, Paraíba. Estudou com Edmilson Pinto integrando a Filarmônica Cônego Manoel Firmino, sob a direção de Severino Ferreira. Durante os estudos de Graduação foi orientado pelo Prof. Jacques Ghesten e nos cursos de Mestrado e Doutorado pelo Prof. Dr. Per Brevig. Foi premiado em concursos nacionais como o “Jovens Concertistas Brasileiros” e internacionais como o East & West Artists para debut no Carnegie Recital Hall. Apresentou-se como solista, camerista e instrumentista de orquestra em centros musicais importantes do Brasil, Estados Unidos e Europa. Desenvolveu intensa atividade didática na UFPB e nos vários festivais de música do Brasil. Foi o presidente fundador da Associação Brasileira de Trombonistas, trombone principal da OSPB e trombonista do BRASSIL e do BRAZILIAN TROMBONE ENSEMBLE.