Momentos de profunda trascendência musical devem envolver o público recifense no festival Virtuosi, cuja 14ª edição ocorre de 13 a 18 de dezembro no Teatro de Santa Isabel, com entrada grátis.

Um dos momentos mais interessantes da programação ocorre já no primeiro dia, quando será lançado o ótimo CD Poema, com músicas do compositor Marlos Nobre interpretadas pelo violoncelista Leonardo Altino ao lado de sua mãe, a pianista Ana Lúcia Altino. Eles se apresentam às 17h, nesta terça, no Salão Nobre, localizado no primeiro andar do teatro. A dupla tocará sete faixas do disco.

De quarta a sexta, o Salão Nobre abrigará um clico de obras do compositor alemão Johannes Brahms, tocadas ao vivo por pequenos grupos de músicos brasileiros e estrangeiros (ver programação abaixo).

No palco principal do Teatro de Santa Isabel, a programação alterna clássicos universais com obras de compositores contemporâneos. Franz Liszt (bicentenário de seu nascimento) e Gustav Mahler (centenário de morte) são os compositores homenageados deste ano. Entre os artistas convidados que se apresentam durante a semana estão gênios como o acordeonista ucraniano Alexander Hrustevich (sua sanfona vale por uma orquestra sinfônica) e o trombonista sueco Christian Lindberg, que também é compositor e regente. Da França, vem o grupo Le Quatuor Calient, dedicado ao Tango, que encerra o festival.

Obras de Mahler (cujas sinfonias transmitem a complexidade da alma humana) serão ouvidas principalmente no sábado, às 20h, quando uma orquestra regida pelo maestro Rafael Garcia (diretor artístico do Virtuosi) será acompanhada pelo tenor russo Alexander Timchenko e pela cantora mezzo-soprano Regina Ristamova, nascida no Azerbaijão. Já as peças de Liszt serão melhor apreciadas às 16h do domingo (pelas mãos do pianista filipino Victor Assunción) e às 20h da quinta (com o russo Peter Laul ao piano).