Paulo Sérgio Scarpa
scarpa@jc.com.br

Gravatá, a 80 km do Recife, recebe pela terceira vez o festival de música erudita Virtuosi Gravatá. Este ano, com mais três dias, entre 9 e 7 de julho, mais artistas e maior número de master classes (5), com 10 horas de duração, e mais bolsistas (50) para os cursos de violino, violoncelo, viola e contrabaixo.

Os cursos serão dados pelos professores e solistas Benjamin Sung (violino), Simom Gollo (violino), Rafael Altino (viola), Natália Khoma (violoncelo), German Marcano (violoncelo) e Valéria Thierry (contrabaixo).

O festival será realizado às 19h durante a semana. Aos sábados e domingos, haverá duas sessões: às 11h e às 17h. Sempre na Igreja Matriz de Sant’Ana, no centro da cidade. Entrada é gratuita.

O festival abre no dia 9, sábado, às 19h, com a Orquestra do Festival executando sob a regência de Rafael Garcia o Réquiem em ré menor, de Wolfgang Amadeus Mozart. E o Concerto nº 1 em dó maior para violoncelo e orquestra, de Joseph Haydn, com a ucraniana Natalia Khoma. No domingo (10), às 11h, haverá o recital do pianista filipino Victor Assunción dedicado a Franz Liszt. Às 17h, um duo celo-piano com os ucranianos Volodymyr Vynnytsky e Nathalia Khoma.

Na Orquestra do Festival, 45 estudantes de música, entre eles nove crianças e adolescentes da Orquestra Cidadã, do Coque (Recife), uma criança do Ceará, dez jovens do Rio Grande do Norte, dez da Paraíba e 15 de Pernambuco. Além de um coro com 30 vozes e quatro solistas convidados: Adriane Queiroz (soprano), Adriana Clis (meio-soprano), Gilberto Chaves (tenor) e Saulo Javan (barítono), que cantarão o Réquiem, de Mozart, no sábado.

Dois músicos darão destaque especial ao Virtuosi Gravatá: os venezuelanos Simon Gallo (violino) e German Marcano (violoncelista). Eles fazem parte do El Sistema (Sistema de Orquestras Infantis e Juvenis da Venezuela), um modelo de ensino de música internacionalmente reconhecido que criou a Orquestra Juvenil Simon Bolívar da Venezuela, de onde saiu o maestro Gustavo Dudamel, um dos mais jovens e aplaudidos do planeta. El Sistema forma crianças e adolescentes que vivem em favelas de Caracas.

Na segunda (11), às 19h, recital com a pianista Ana Lúcia Altino com seu filho e violista Rafael Altino. Na terça (12), a pianista coreana Jihye Chang Sung toca Liszt e o violinista Benjamin Sung interpreta Paganani. Na quarta (13), Simom Gollo (violino) e German Marcano (celo) interpretam Brahms. Na quinta (14), duo violino-piano com Dmitri Berlinsky e Victor Assunción. E, na sexta (15), o acordeom do russo Alexander Hrustevich.

No sábado (16), às 11h, recital com obras de Glière, Messiaen e Popper. Às 17h, o pianista Volodymyr Vynnytsky e o violinista Benjamin Sung se apresentam com a Orquestra do Festival.

O Virtuosi Gravatá se despede, domingo, às 11h, com um recital de piano e, às 17h, com a Orquestra do Festival acompanhando os solistas internacionais.