Espaço para música erudita

O Virtuosi virou, praticamente, uma “grife” quando se trata de pensar a difusão e divulgação da música erudita pelas terras pernambucanas. Começando primeiro pelo festival homônimo, posteriormente surgiam derivações como o Virtuosi na Serra, durante o Festival de Inverno de Garanhuns, e Virtuosi Brasil, cuja 6ª edição acontece durante todo o fim de semana, com início hoje e patrocínio do Centro Cultural Correios.

Quem abre o evento é a Orquestra Jovem de Pernambuco, que tem como convidado o spalla (primeiro violinista) da Orquestra Sinfônica de Brasília, Alessandro Borgomanero. No programa, estão previstos o Concerto de Brandemburgo de Bach, o Concerto em Ré Menor Para Violino e Orquestra de Mendelssohn, as Danças Romenas de Bela Bartok e as Árias Ciganas de Sarasate. Amanhã, a atração é o Quinteto Brassil, de João Pessoa, que dá atenção ao repertório brasileiro, com ênfase nos metais e percussão. Já no domingo, é a vez do Carcoarco, de Campinas, que valoriza instrumentos da cultura popular brasileira, trazendo a fusão da “erudita” família do violino com a popular rabeca, ambos combinados com percussão.