CLIPPING: DIARIO DE PERNAMBUCO – 09/10/2012

Música erudita para todos

O festival Virtuosi estende a presença da música erudita no calendário do estado. Desta vez, contempla feições didáticas e interativas. Além das edições internacional, nacional e as de Garanhuns e Gravatá, o evento formula uma versão inédita, batizada de Virtuosi Século 21. Com direção artística de Rafael Garcia, o festival se ampara em oficinas de composição (manhã), palestras (tarde) e concertos (noite). Todos os segmentos restritos à produção contemporânea erudita.

A programação gratuita começa hoje e segue até quinta-feira na Caixa Cultural Recife. Para participar, a inscrição deve ser feita no site oficial do Virtuosi. “O evento é focado na linguagem da música nova e atual. Entre os compositores, espera-se que esse seja o mais importante festival erudito do ano a nível nacional”, ressalta a coordenadora, Ana Lúcia Altino. A ideia de promover o evento surgiu ano passado, quando realizaram o Virtuosi Diálogo, na Livraria Cultura, para falar sobre a produção atual nordestina.

“O Recife vai viver, por três dias, o centro da música contemporânea erudita no Brasil”, aposta o paraibano Eli-Eri Moura, curador do evento e um dos palestrantes, que vai abordar a composição coletiva como tema. Segundo ele, os artistas convidados, entre internacionais e nacionais, vão apresentar assuntos ligados ao aspecto de composição e percepção, tendo como viés a própria obra.

O compositor pernambucano Marlos Nobre volta à programação. Um dos palestrantes do evento, o maestro falará sobre serialismo, uma técnica de composição moderna, também conhecida como “técnica dos doze sons”, criada pelo austríaco Arnold Schoenberg. “É preciso que a música atual tenha a sua vez, e o público comece a ouvir. É uma oportunidade do público tomar conhecimento sobre obras novas, e não somente de peças de séculos passados”, resume Nobre.

Do exterior, um dos destaques é o compositor francês Tristan Murail, responsável pela criação do conjunto Itinéraire que explora, de forma pioneira, aspectos da música instrumental e eletrônica. Ainda no cenário internacional, o sueco Ramon Anthin coordena workshop. Na lista de palestrantes, o português João Pedro Oliveira, o paranaense Harry Crowl e o mato-grossense Roberto Victori.

Além de falar sobre interpretação da música para o violino, o suíço Egidius Streiff também inaugura, hoje, a partir das 20h, a programação de concertos. Na primeira noite, o grupo paraibano Sonantis (UFPB) também se apresenta, sob direção de Eli-Eri Moura e Marcílio Onofre. Para assinalar o centenário do compositor norte-americano John Cage, a Orquestra do Festival executará a peça 4’33’’. O encerramento ficará com do quinteto de sopros Gotlands Blasarkvintett, da Suécia.

Homenageado

O compositor pernambucano Marlos Nobre (foto) já recebeu recorrentes homenagens em festivais de música clássica, a exemplo do Virtuosi. Além de palestrante, uma de suas peças será executada, amanhã, pela Orquestra do Festival. Na carreira de mais de 50 anos, já foi agraciado com 25 prêmios. Deles, destaca-se o Tomás Luis de Victoria (Espanha), em 2006, como o maior compositor contemporâneo da Iberoamérica. A sua obra comporta mais de 240 peças. Já foi presidente do Conselho Internacional de Música da Unesco e da Academia Brasileira de Música. É professor convidado da Yale, da Indiana University e Juillard School e Doutor Honoris Causa da UFPE.

Palestras, oficinas e workshops

9 | out
9h Oficina de Composição – Tristan Murail
10h30 Workshop – Interpretação da música para violino – Egidius Streiff (Suíça)
13h Palestra – Roberto Victorio (Brasil/MT)
14h15 Palestra – João Pedro Oliveira (Portugal)

10 | out
9h Oficina de Composição – Tristan Murail
10h30 Workshop -Música Contemporânea – Ramon Anthin (Suécia)
13h Palestra – Harry Crowl (Brasil/PR)
14h15 Palestra – Marlos Nobre (Brasil/PE)

11 | out
9h Oficina de Composição – Tristan Murail (França)
10h30 Workshop -Música Contemporânea – Ramon Anthin (Suécia)
13h Palestra – Eli-Eri Moura (Brasil/PB)
14h15 Palestra – Tristan Murail (França)

Concertos
Dia 09/10 Recital violino solo – Egidius Streiff – Grupo Sonantis (UFPB)
Dia 10/10 Orquestra do Festival – Egidius Streiff, violino, e Rafael Garcia, regente
Dia 11/10 Gotlands Blasarkvintett



Esse texto foi publicado terça-feira, outubro 9th, 2012 às 8:17 AM na seção Clipping. Você pode acompanhar todos os comentários através do feed RSS 2.0. Você também pode comentar, ou criar um link para cá em seu site.

Um comentário to “CLIPPING: DIARIO DE PERNAMBUCO – 09/10/2012”

  1. Antoni

    My spouse and I stumbled over here by a different web page and thought I might check things out. I like what I see so now i’m following you. Look forward to going over your web page for a second time.

Comente!

Seu comentário